Benefícios do café para “elas”

Se é verdade que todos os dias podiam ser “Dias da Mulher”, também é verdade que todas as mulheres gostam de ter um dia que lhes é exclusivamente dedicado. E, especialmente neste dia, as demonstrações de amor podem passar por gestos tão simples como convidar a sua mãe, namorada, ou amiga para beber um café.

Ao longo dos anos têm vindo a ser realizados e divulgados vários estudos que sustentam que o consumo regular e moderado de café faz bem à saúde: está comprovado que o consumo moderado (3 a 4 chávenas por dia) apresenta diversos efeitos positivos, não só em algumas patologias específicas como, também, na sensação de bem-estar geral. No entanto, existe ainda uma generalizada falta de informação sobre esta bebida, fazendo com que muitos mitos e preconceitos sobre o consumo de café e dos seus benefícios para a saúde persistam. Neste dia, fique a saber mais sobre os benefícios do café para a saúde… das mulheres.

Beber café pode ajudar a diminuir a dor provocada pela menstruação. VERDADE!
Em doses reduzidas, a cafeína tem propriedades que permitem um relaxamento dos músculos. Desta forma, na dor menstrual o consumo de café pode atenuar as fortes contrações uterinas.

Grávidas não podem beber café. MITO!
É comum a mulher grávida ser aconselhada a cortar totalmente a ingestão de café durante a gravidez. Isto acontece porque existe o receio da cafeína provocar má formação do feto e até aborto, no entanto, não há evidência científica que sustente estas teorias. A recomendação é que as mulheres grávidas limitem a dose diária de cafeína para 75-150mg/dia, o que não significa eliminar o consumo. Desta forma, não há qualquer inconveniente em ingerir duas chávenas diárias de café.

Consumo de café pode reduzir risco de cancro da mama. VERDADE!
Uma revisão científica conduzida numa cohorte de 85.987 mulheres, não demonstrou correlações entre o consumo de café (com cafeína ou descafeinado) e o aparecimento de tumores na mama. Ao contrário, observou-se uma débil correlação inversa entre o consumo de bebidas com cafeína e o risco de tumor da mama depois da menopausa (efeito protetor).

O café previne o desenvolvimento de diabetes tipo 2 no período pós-menopausa. VERDADE!
Um estudo publicado em 2006 e realizado em mulheres durante o período pós-menopausa concluiu que o consumo de café pode reduzir a diabetes tipo 2 em 33%. Desta forma, o ácido clorgénico no café pode inibir a absorção de glucose a nível intestinal. Assim, o consumo de café pode diminuir o risco de diabetes tipo 2 durante o período do pós-menopausa.

Beber café aumenta o risco de doença cardiovascular. MITO!
Mulheres que bebem entre uma e duas chávenas de café por dia têm menor probabilidade de vir a sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC), do que aquelas que não consomem a bebida. A conclusão é de uma investigação norte-americana, do grupo de mamografia de Karolinska, que abrangeu um total de 34.670 mulheres sem históricos de doenças cardiovasculares e que teve uma duração de 10 anos.

Cafeína pode influenciar positivamente fertilidade feminina. VERDADE!
Um estudo internacional, liderado pelo investigador asiático Hefen Huang, revela que a cafeína pode ter um efeito benéfico na fertilidade. A investigação “Fertility & Sterility 2012“ analisou 932 casais, com problemas prévios de fertilidade e que tenham sido sujeitos a inseminação intracervical ou intrauterina, e concluiu que os casais em que as parceiras consumiram café no passado tiveram taxas de gravidez e nados-vivos significativamente mais elevadas comparativamente com as que nunca ingeriram café.

Programa Café&Saúde
http://cafeesaude.com/

You May Also Like

Testámos o novo Bio-Oil Gel e aqui partilhamos o resultado

Experimentámos SKINGAIN e o resultado foi este.

Afinal o que é a meditação? Por Maria João Viana

Lipoaspiração e lipoescultura: pois é, chegou o Verão. Por Luiz Toledo, cirurgião plástico

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt