Pixies lançam novo vídeo para “On Graveyard Hill”

É o regresso de uma das bandas mais influentes do cruzamento da década de 80 e 90. Após três anos longe do estúdio, os Pixies estão de volta com o novo álbum Beneath The Eyrie, com data de lançamento prevista a 13 de setembro. Foram três décadas marcadas por separações e momentos atribulados, a banda acabou por se separar em 2004 e Beneath The Eyrie é o terceiro álbum desde ...

Read More

NOS Alive 2020 anuncia Da Weasel como primeira confirmação. Veja o vídeo.

Foram uma das bandas mais criativas da música portuguesa e também uma das mais marcantes de que há memória. A “doninha” está na área e resolveu surpreender de novo! Os Da Weasel vão regressar a palco no dia 11 de julho de 2020 para um concerto único e exclusivo no NOS Alive 2020. Esta é a segunda vez que o grupo passa pelo Passeio Marítimo de Algés, onde já havia actuado ...

Read More

Dezembro de 1986. The Smiths davam o último concerto. Relembre essa data mítica aqui vendo o concerto.

A 12 de Dezembro de 1986 The Smiths deram o seu último concerto. As coisas já não estavam bem, depois de os fãs se começarem a afastar do grupo britânico muito por culpa das opiniões polémicas de Morrissey. Naquela noite no palco da Brixton Academy ninguém sabia que aquele seria o concerto final da banda. Apesar de não terem voltado a tocar juntos, a banda não se separou de imediato. Meses ...

Read More

Música de Elton John criada para Rocketman já tem vídeoclip. Veja-o aqui.

“(I’m Gonna) Love Me Again” surge com um tom psicodélico, marcado pela união das vozes de Elton John e Taron Egerton. Depois de uma viagem pela memória, “(I’m Gonna) Love Me Again” escrita por Elton John para Rocketman, ganha nova vida. Elton John escreveu a música com Bernie Taupin e apresentou-a juntamente com a estrela do filme, Taron Egerton. Dirigido por Kii Arens, o vídeoclip de “(I’m Gonna) Love Me Again” mostra ...

Read More

Foi lançada uma música inédita de Freddie Mercury. Pode ouvi-la aqui.

Uma música inédita de Freddie Mercury estreou na BBC Radio 2, três décadas depois da sua morte. "Time Waits For No One" foi gravada em 1985 quando o vocalista dos Queen se juntou à estrela dos anos 1960, Dave Clark, para produzir o disco Time, baseado no musical londrino. A faixa original, intitulada de "Time", foi lançada em Maio de 1986 e contava com 96 trilhas e 48 vozes diferentes. ...

Read More

Sabe por quanto foi vendida a guitarra favorita de David Gilmour? Por muito!

Foi no principio do ano que David Gilmour anunciou que iria vender 120 das suas guitarras icónicas para "dar alegria" a outras pessoas, uma vez que o dinheiro arrecadado seria doado. «Essas guitarras têm sido muito boas para mim; afirmou na altura o músico, «são minhas amigas, deram-me muita música. Acho que agora é hora delas servirem outra pessoa. Eu já tive o meu tempo com elas. E, claro, o ...

Read More

Sabe qual a música dos The Smiths que nunca tinha sido tocada ao vivo, até agora que Morrissey se lembrou dela?

O músico, antigo vocalista dos The Smiths, tocou finalmente “I Won’t Share You”, do disco Strangeways, Here We Come, de 1987. Sábado, dia 11, Morrissey realizou o derradeiro dos sete concertos agendados para o teatro Lunt-Fontanne, na Broadway. Conta quem lá esteve que a setlist foi épica e que dela fez parte uma música dos The Smiths que nunca tinha sido tocada ao vivo. E porquê, pergunta, e bem, o leitor? A canção ...

Read More

The Catenary Wires editam Til The Morning dia 14 de Junho pela Tapete Records

The Catenary Wires são Rob Pursey e Amelia Fletcher. Especialistas em duetos indie emotivos, capturam o espírito de Nancy Sinatra e Lee Hazelwood, Serge Gainsbourg e Brigitte Bardot, e lançam-nos numa Inglaterra moderna. As músicas que daí resultam agradam aos fãs de Courtney Barnett e Kurt Vile ou Isobel Campbell e Mark Lanegan. Neste álbum, juntam-se a eles Andy Lewis (Paul Weller Group, Spearmint) no violoncelo, mellotron e percussão, e ...

Read More

Stereo Total editam Ah! Quel Cinéma dia 12 de Julho pela Tapete Records

Um título de álbum com não um, mas dois pontos de exclamação, prepara o ouvinte para músicas como “Cinemascope”. Temas como lesões pessoais (“Ich bin cool”), traição (“Mes copines”), deficiências de personalidade provocadas pelo abuso de drogas (“Methedrine”), raiva (“Hass-Satellit”) opiniões inflamadas de si próprio (“Brezel says”), suicídio (“Le Spleen”), luto (“Dancing with a memory”) e almas atormentadas (“Elektroschocktherapie”) são apresentados em formato panorâmico e, muitas vezes, da forma mais ...

Read More
error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt