A Portugalidade à mesa do Geographia

A gastronomia faz-se de memórias. São os aromas e os sabores que preenchem a história dos dias que nos trazem boas recordações de tempos passados. Assim é no Geographia, um restaurante singular onde a Portugalidade surge da memória para se tornar realidade em sugestões gastronómicas fora de série.

Enquanto povo descobridor passámos por eles todos e de lá trouxemos aromas e sabores que à mesa do Geographia adquirem uma destacada grandiosidade. Por isso o seu nome, escrito em grafia antiga, pretende ser uma evocação dessa viagem pelos quatro cantos do mundo.A mesma intenção reside na escolha do símbolo do restaurante: o rinoceronte Ulisses, de Albrecht Dürer.

Símbolo do cruzamento de culturas de expressão portuguesa, o animal foi oferecido pelo Sultão do Gujarat ao governador da Índia portuguesa, Afonso de Albuquerque, que o enviou, depois, ao rei Dom Manuel I. Decorria o ano de 1515 e o rei, como forma de manter as concessões papais de posse exclusiva das novas terras que as forças navais exploravam no Extremo Oriente, decidiu oferecer o rinoceronte ao papa Leão X.

Caipirinha Gabriela Cravo e Canela

Num tributo à cultura, gastronomia e língua portuguesa, o Geographia leva-nos numa jornada ímpar com paragem em destinos tão exóticos quanto o Brasil, Goa, Angola, Cabo Verde, Macau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste rumo ao destino final, Portugal. É na gastronomia portuguesa que melhor se sente o peso da Portugalidade pois é nela que confluem as influências de todos os destinos anteriormente referidos.

Tártaro de lombo de atum com abacaxi

A sapateira que queria ser casquinha de siri

Por entre uma herança de cultura e tradição, as sugestões gastronómicas do restaurante da Lapa têm a capacidade de nos transportar numa viagem ao passado, quando o mundo, não sendo nosso, era, de facto, a nossa casa.

Picanha maturada com baião de dois

Polvo com puré de grão e legumes

Ingredientes diferentes combinam-se com técnicas culinárias para dar vida a orquestrações gastronómicas que nos povoam o palato de boas memórias, aquelas que vão servir de base à certeza de ali termos experimentado uma das melhores refeições dos últimos tempos.

Mousse de chocolate de São Tomé com o seu salame

Bebinca de sete camadas com gelado de baunilha

O ambiente tranquilo, pontuado por uma banda sonora deliciosa, alia-se à simpatia de um staff que se desdobra em sorrisos e atenções, fazendo-nos sentir, se não Reis, príncipes deste verdadeiro reino da boa gastronomia.

Com uma refrescante caipirinha Gabriela Cravo e Canela brindemos ao Geographia, o restaurante onde, dia-a-dia, se celebra a lusofonia.

Geographia
Rua do Conde, nº 5
1200-608 Lisboa
Horário: de segunda a sábado das 12h30 às 15h00 e das 19h30 às 23h30

Texto: Sandra Pinto
Fotos: Luís Pissarro

You May Also Like

“L’Origine” by Chakall ou como a pizza pode ser, de facto, o manjar dos deuses

Viva Lisboa, o reencontro com as origens

Therapist passa a restaurante terapêutico

A Mesa do Chef espera por si no Restaurante Saraiva’s

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt