Casa do Marquês: à mesa do Estoril Open

Há várias maneiras de ver ténis, mas poucas incluem um almoço a cargo de uma das melhores e mais conceituadas empresas de catering nacionais, a Casa do Marquês, que se prepara para mais um matchpoint no maior torneio nacional, o Millenium Estoril Open.

Casa_do_Marques-LookMag_pt-1-2-3

O som de um festejo em uníssono interrompe o tímido burburinho de uma sala VIP apinhada, com uma vista privilegiada sobre o court do Clube de Ténis do Estoril. Ponto! Estamos na VIP Slice Lounge, no Estoril Open, uma sala a cargo da Casa do Marquês, que assegura novamente o serviço de catering ao maior torneio de ténis realizado em Portugal.

Casa_do_Marques-LookMag_pt-4-5-6

A qualidade do catering da Casa do Marquês , que aqui se uniu à experiência de chefs como José Silva, do Solar dos Presuntos, ou Chakal, não é novidade para os amantes de boa comida. Porém, estar presente numa sala com tantos gostos e opiniões é um desafio para o chef executivo Eduardo Duarte, habituado a estar ao leme de alguns dos maiores eventos nacionais, como o Rock in Rio, resume desta forma: ”Tentámos combinar os sabores portugueses, típicos da nossa gastronomia, com ideias novas e de inspiração internacional. O público aqui é muito exigente.”

Casa_do_Marques-LookMag_pt-7

Mas comecemos pelo início.

À entrada da VIP Slice Lounge, ao alcance de poucas bolsas, fomos recebidos por uma parede de belíssimos, coloridos donuts, numa espécie de ‘welcome sweet’ capaz de seduzir o mais irredutível dietista.

«Tentámos combinar os sabores portugueses, típicos da nossa gastronomia, com ideias novas e de inspiração internacional. O público aqui é muito exigente», Eduardo Duarte

Mas porque almoçar enquanto vemos uma partida de ténis pode aconselhar uma maior aposta na degustação do que num tradicional almoço demorado – já lá vamos – a Casa do Marquês aliou-se a pequenos produtores de queijos e de enchidos. Nos queijos encontramos uns ‘decadentes’ roquefort, Serpa, Serra da Estrela e chévre, acompanhados por uvas, e que podem ser regados com compotas fornecidas pela Quinta de Jugais. Os enchidos são representados pela alentejana Salsicharia Os Lobinhos. Ou seja, uma ótima ideia para quem pretende passar um domingo diferente, com os melhores do ténis mesmo ali ao alcance da vista.

Casa_do_Marques-LookMag_pt-9-10

Encontramos depois alguns dos maiores sucessos da Casa do Marquês, num buffet que conta com pequenas porções para degustação, como saladas César ou Tropical com Abacate a um extraordinário bacalhau fumado. E a fazer jus às palavras do chef, um Risotto de Espargos e um Tagliatele Nero com Camarão em sintonia com sabores tipicamente portugueses, como os lombinhos de porco preto ou um surpreendente braz de alho-francês, ideais para acompanhar com os vinhos Evel Branco 2015 e Quinta dos Aciprestes Tinto 2014, da Real Companhia Velha. Quanto ao signature dish do dia, uma Açorda de Leitão idealizada pelo chef Eduardo Duarte, que certamente se destacaria mais dos restantes pratos se fosse servida a la carte e não num buffet, conquistou-nos pela textura e pelo delicioso crocante de leitão. De zero a dez, oito! Matchpoint. Já tem programa para domingo?

Uma deliciosa combinação: açorda de leitão, o signature dish do dia, responsabilidade do chef Eduardo Duarte, do restaurante Solar dos Presuntos, e risotto de espargos.
Uma deliciosa combinação: açorda de leitão, o signature dish do dia, responsabilidade do chef Eduardo Duarte, e risotto de espargos.

Texto e fotos: Áureo Soares

You May Also Like

Mesas Bohemia traz a espetada em pau de loureiro a Lisboa

Vestigius surpreende com nova carta

Sugestões de restaurantes para o Dia dos Namorados

Chutnify a melhor gastronomia indiana

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt