Poseidon acompanha o bacalhau na noite de Natal

É certo que, como todos os vinhos, o Poseidon nasce das uvas. Mas também é que verdade que o que o diferencia é a viagem que fez dentro de um navio bacalhoeiro. E se em alto-mar viajaram juntos bacalhaus e vinho do Douro, porque não conjeturar um reencontro à mesa dos portugueses neste Natal?

O Poseidon é um projeto do produtor Lua Cheia em Vinhas Velhas, em parceria com o Clube de Oficiais da Marinha Mercante. Juntos decidiram embarcar vários lotes de um vinho do Douro. Com saída de Ílhavo, o navio tem partido à pesca do bacalhau nos grandes bancos da Terra Nova. Ao todo, são 3 meses em alto mar, com tempestades onde se registam ondas de 13 metros e ventos de 140km/h. Não é uma viagem fácil, mas compensa. Garante o bacalhau e garante um “estágio” que transforma o vinho, tornando-o mais macio e voluptuoso.

Nasce assim o Poseidon, um vinho possante que é vendido em garrafas numeradas, com indicações da data de partida e de chegada do navio e com as assinaturas do comandante e do presidente do Clube de Oficiais da Marinha Mercante. Esta semana chegou nova remessa, mesmo a tempo do Natal.

«Só se come carne depois da Missa do Galo», Francisco Baptista, enólogo

Se há porto onde o Poseidon deve repousar é na mesa da Ceia de Natal, junto da travessa do tradicional bacalhau. Contém-se histórias e aventuras, faça-se jus ao vinho dos mares e brinde-se com a tripulação, que é como quem diz em família.

You May Also Like

Pop Up Aconchego Carioca no Bairro do Avillez

Domingos em família no restaurante Pabe

Bacalhau da Islândia visitou Portugal

Hotel Cascais Miragem apresenta serviço de take-away

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt