Opinião: Factos desconhecidos sobre a lipoinflamação e que influenciam a nossa saúde

A lipoinflamação, ou inflamação das células de gordura, não é mais do que um processo fisiológico que está relacionado com o aparecimento de algumas doenças crónicas e de múltiplos problemas de saúde como a obesidade ou doenças cardiovasculares.

Por Bianca Vaz, médica especialista em Medicina Estética e prescritora da PronoKal

Assim, e como é importante resolver a lipoinflamação de forma a evitar o aumento de peso, partilho um conjunto de explicações básicas sobre esta condição e como podemos, e devemos, combatê-la.
A inflamação celular é um processo fisiológico que tem vindo a ser associado à obesidade, diabetes tipo 2 e envelhecimento prematuro. É uma condição metabólica “silenciosa”, pois não tem sintomas visíveis até que se torna numa condição física crónica. Ao longo dos últimos anos, muitos investigadores começaram a concentrar-se neste tema e detetaram uma influência significativa em doenças cardiovasculares ou mesmo em diferentes tipos de cancro.

O termo “lipoinflamação” vem de lipo (gordura) e inflamação, e descreve a inflamação crónica de baixo grau das células adiposas que ocorre quando, por um período prolongado, o corpo ingere mais energia do que precisa para funcionar. Essa situação leva a uma resposta fisiológica que faz com que as células de gordura aumentem de tamanho, desencadeando um ciclo vicioso que perpetua a situação.

Uma pessoa com excesso de peso, consumiu mais calorias do que seu corpo precisa. Diante da necessidade de armazenar essa energia não consumida, as células de gordura aumentam de tamanho e passam a expelir substâncias pró-inflamatórias. Comer demais desencadeia um processo de lipoinflamação interna, que se reflete externamente através do aumento de peso.

As substâncias inflamatórias expelidas pelas células lipoinflamadas são transportadas para o cérebro pela corrente sanguínea e, uma vez lá, estimulam o hipotálamo (o “centro da fome” do cérebro), interferindo nos sinais que regulam o apetite, diminuindo a sensação de saciedade.

Para obter resultados duradouros de um programa de perda de peso é fundamental que o tratamento seja focado na resolução da lipoinflamação, caso contrário há uma grande probabilidade de ganhar o peso de volta. A lipoinflamação afeta todo o corpo, o que significa que não é possível obter resultados eficazes simplesmente perdendo peso. Idealmente, o tratamento da perda de peso deve abordar esse problema sob todos os ângulos possíveis,
como atividade física específica e uma dieta que inclua suplementação nutricional que tenha como alvo a lipoinflamação.

Assim, e quando se estima que 67,6% da população portuguesa tenha excesso de peso ou sofra de obesidade, é importante dotá-la do conhecimento e de estratégias que ajudem as pessoas a combater os quilos a mais e a viverem as suas vidas com saúde plena. Para isso é importante contar com um acompanhamento médico que possa, através de um tratamento de perda de peso adequado, garantir uma diminuição sustentada da lipoinflamação.

You May Also Like

Opinião: Sugestões de decoração de Natal para todos os gostos, por Ana Antunes

Skinlift: o tratamento para receber o Natal na perfeição

Na Deichmann encontra opções confortáveis e perfeitos

Testado & Aprovado: A lindíssima nova coleção de outono da OPI

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt