“Tyll – O Rei, o Cozinheiro e o Bobo”, de Daniel Kehlmann

Uma lenda do folclore medieval alemão, um dos loucos mais ilustres da tradição literária europeia, um artista e um bobo. DanielKehlmann pega nesse personagem e transporta-o para um cenário deguerra e um acontecimento que marcou a Europa no século XVII. Tyll– O Rei, o Cozinheiro e o Bobo é um romance monumental, numainvulgar fusão entre a ficção histórica, o picaresco e o realismo mágico.

Na Alemanha do século XVII, numa aldeia como qualquer outra, umrapaz esquelético tenta equilibrar-se em cima de uma corda esticada entre duas árvores. Tenta. Cai. Volta a tentar e torna a cair. Sem saber, aquele treino e aquelas quedas estão a prepará-lo para umavida de desafios. Entre campos de batalha e cortes reais, junto do povo doente e a morrer à fome, o rapaz cresce e descobre diferentes pontos de vista sobre a mesma guerra e os mesmos episódios.

O romance entra no palco da Guerra dos Trinta Anos, com Tyll no campo de batalha, mas também nas minas e nos tribunais, um saltimbanco de aldeia em aldeia, um acrobata e um bobo, entre nobres obesos, caçadores de bruxas e rainhas intrigantes.

Pautado por uma humanidade tocante, o novo romance de Daniel Kehlmann põe a nu a guerra e os seus efeitos devastadores, a fome e a doença, as lutas do povo e as perdas dos nobres. Mas a obra é também caracterizada pelo humor, ao estilo dos Monty Python, na forma como trata as hierarquias, o poder dos homens e acontecimentos rocambolescos.

BA7XK7 Eulenspiegel, Till (1300 – 1350), German joker, full length, illustration by Nikolaus Plump, 1960s,. Image shot 1960. Exact date unknown.

“Tyll – O Rei, o Cozinheiro e o Bobo”
Daniel Kehlmann
Bertrand

You May Also Like

O mal sobre a terra – história do grande terramoto de Lisboa, de Mary del Priore

Bela, de Ana Cristina Silva

Contra mim, de Valter Hugo Mãe

Felicidade, de João Tordo

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt