“O Ladrão de Tatuagens” de Alison Belsham

Há um serial killer à solta com uma assinatura muito particular: recortar as tatuagens dos corpos das suas vítimas ainda vivas. Para o travar, um polícia recém-promovido e uma tatuadora com um passado tempestuoso vão formar uma dupla irresistível.

Um corpo encontrado em Brighton, dentro de um contentor, é uma má notícia. Mas é também uma oportunidade única para um polícia ambicioso recém-promovido, o inspector Francis Sullivan, mostrar o seu valor e resolver a todo o custo um desafio que o vai colocar na pegada de um dos serial killers mais maquiavélicos do país. A peça-chave da investigação tem um nome, Marni Mullins, a tatuadora que encontrou o cadáver e que conhece a estranha alquimia do sangue e da tinta como ninguém.

Contudo, Marni tem um passado tempestuoso e todas as razões para não confiar na justiça. Os dois vão formar uma dupla irresistível neste thriller cujo conceito e imagens são fortíssimos. Através de uma escrita impactante, por vezes sombria e perturbadora, por vezes emocionante e sangrenta, Alison Belsham transmite o sentimento de medo descontrolado como só os grandes mestres conseguem fazer.

Sobre a autora
Alison Belsham começou a escrever com a ambição de se tornar argumentista – em 2000 foi distinguida com o Orange Prize Screenwriting e, em 2001, foi finalista numa competição para guionistas promovida pela BBC. Em 2016, publicou o seu primeiro thriller, O Ladrão de Tatuagens, que apresentou no Bloody Scotland Crime Writing, um dos mais prestigiados eventos dedicados à literatura policial, onde o livro foi aclamado como vencedor.

“O Ladrão de Tatuagens”
Alison Belsham
Bertrand

You May Also Like

Há Filmes na Baixa! com Doclisboa regressa em Julho

O Crime do Padre Amaro e A Relíquia de Eça de Queiroz

“O Caso Mental Português” de Fernando Pessoa

Com argumento de Valter Hugo Mãe e banda sonora original de Tó Trips “Surdina” chega aos cinemas

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt