ModaLisboa Kiss Dia II

O beijo representa a vontade de unir os autores, os criadores e os produtores em torno de um só objetivo: a garantia e a permanência do amor no ato da criação de moda. Assim se apresentou a ModaLisboa Kiss que entre 10 e 13 de março regressou ao Pátio da Galé, na Praça do Município, em Lisboa.

Olga Noronha > Ricardo Andrez

Olga Noronha apresentou uma coleção inspirada na beleza e na dicotomia delicadeza/violência que caracteriza os peixes Beta (machos), β. Creatures apresenta uma panóplia de esculturas, todas elas reinterpretando barbatanas e recifes de coral. Com incrustações de madrepérola, corais, gemas, cristais, pérolas de água doce, e em parte cobertos com folha de ouro, pele de bacalhau, salmão e perca, cada coordenado simula “peixes-humanos” de caudas esvoaçastes.
Nos materiais destaca-se o uso do biscuit (porcelana), da pele de peixe (bacalhau, perca e salmão), dos corais, das gemas, dos cristais, das pérolas naturais, madrepérola e da folha de ouro. As caudas em poliéster estampado por sublimação.

Na coleção de Ricardo Andrez a cor está ligada à forma como as coisas se relacionam entre si, com diferentes intensidades, emoções e dimensões odedientes entre si. As cores são vibrações de distintas dimensões e intensidades. Mal os elementos cinza claro são conectados, libertam-se dos seus limites e flutuam. É como conectar a realidade concreta com a virtual.

Rose Palhares > Christophe Sauvat

Um beijo deverá ser sincero. A sua magia reside no momento em que é correspondido. O beijo de Rose Palhares chega na coleção outono/inverno 16/17 através de uma mulher sedutora, segura de si e apaixonada pela vida. Nos materiais sobressaem as rendas e as transparências e nas cores os vermelhos, dourados, azuis, rosas e champanhe.

As propostas Christophe Sauvat seguem uma paleta que varia entre o branco, os castanhos e os verdes outonais. O uso do preto afirma a versatilidade da coleção, com peças elegantes e leves. As propostas passam por peças em pelo, lã de alpaca, pele e lã de merino. Numa faceta mais cosmopolita, surgem peças mais leves em algodão e em faux astracã, outras em seda com padrões geométricos em tons pérola. Nos acessórios, destacam-se as mochilas étnicas, as clutches bordadas com aplicações, as carteiras de tecido e os gorros em lã com padrões étnicos.

Pedro Pedro > Alexandra Moura

Pedro Pedro apresenta silhuetas agigantadas, volumetrias generosas, cortes assimétricos, sobreposições de peças, bizarrias. Influência do vestuário masculino/militar nos sobretudos e blusões. Malhas femininas de decotes generosos. Lãs, feltros, acolchoados encerados e gabardines enceradas que se conjugam com algodões e linhos rudes. Cores de inverno sóbrias, do cinza ao bege, camel, passando pelo preto, caquis, verdes, verdes néon e oliva.

A personagem e a espiritualidade de Anohni (F.K.A. Antony Hegarty) são o ponto de partida da coleção de Alexandra Moura que transporta uma carga dramática e teatral. Os detalhes chegam das peças de roupa interior de ambos os géneros. A silhueta clássica torna-se contemporânea. Texturas e padrões sofisticados trazem às peças o romantismo e a plasticidade de épocas passadas.

Carlos Gil > Miguel Vieira

Nesta coleção de Carlos Gil fundem-se padrões, cores, texturas e estilos para um novo olhar sobre a elegância. Combinações com reminiscências vintage, cortes limpos e detalhes desportivos definem um look sportswear chique, arrojado e elegante. Sleep dresses, onde os brilhos e as texturas se assumem como os novos must-have da estação. Blazers, casacões, camiseiros, sweaters e saias trespassadas, tecidos cintilantes e trabalhados, rendas e padrões definem a nova elegância da estimulante estética eclética proposta pela marca.

Miguel Vieira traz o mistério, o poder e a elegância do preto caviar; a calma, lealdade, sabedoria e confiança do azul marinho escuro; a inocência, pureza e perfeição do branco; o otimismo, alegria e energia do amarelo mostarda. Silhuetas femininas com linhas estruturadas e informais, linhas volumosas que não escondem a feminilidade, alturas longas e extralongas, fit largo e purista. Para o homem, fatos estruturados e calças de corte irrepreensível. Nos materiais distinguiram-se o neoprene, tecidos personalizados, tecidos acolchoados, fazendas, crepe de seda e o pelo.

Texto: Sandra Pinto
Fotos: Joaquim Machado

You May Also Like

Loewe apresenta a sua nova fragrância, Paula’s Ibiza

Guerlain apresenta Fortifying Lotion e Cleansing Oil de Abeille Royale

Aqua Allegoria de Guerlain

Spirit Of The Brave Intense novo perfume Diesel

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt