“Eneida”, do poeta Vergílio

Eneida, do poeta Vergílio, narra a fuga de Eneias de Troia e a viagem em busca de uma pátria que tantas vezes lhe fora profetizada. É uma tradução do latim por Ana Alexandra Alves de Sousa, Cristina Abranches Guerreiro e Luís M. G. Cerqueira, docentes da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Troia caiu. Os gregos, após uma longa guerra, invadem e destroem a cidade. Alguns troianos, contudo, conseguem escapar e, liderados por Eneias, partem em busca de uma nova pátria.

“Canto as armas e o varão que nos primórdios veio das costas de Troia para Itália e para as praias de Lavínio.”

Eneida, obra-prima da literatura latina e epopeia que imortalizou Vergílio, tem início, in media res, já no decorrer dessa viagem e narra as suas aventuras, a queda da lendária Troia, contada pelo próprio Eneias, o seu trágico amor pela rainha Dido e a chegada à península itálica. Relata os seus infortúnios e combates, as alianças, a influência dos deuses no seu fado e a origem mítica de Roma e da sua grandeza.

A reedição desta obra faz-se com paralelismo formal ao texto original, recuperando a estrutura em verso do poema épico, com indicação das estrofes, de dez em dez, referentes à versão portuguesa e à versão latina, para mais fácil leitura e estudo.

“Eneida”
Vergílio
Bertrand

You May Also Like

Vamos falar de chocolate com Pedro Araújo, Mestre de Chocolate da Vinte Vinte

“Uma Vida no Nosso Planeta”, de David Attenborough

“Uma terra prometida”, de Barack Obama

Bushmills desafia a saborear o seu tempo

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt