Capa de vinil sobre tapete vermelho – DAVID BOWIE – DAVID BOWIE (1969)

‘David Bowie’ (este álbum) é o segundo LP da carreira de David Bowie (o músico) que, 2 anos antes, já havia editado um outro álbum intitulado ‘David Bowie’ (outro álbum, não é este).

Por Jon Marx

Bowie, cuja memória selectiva sobre diversas fases da sua carreira se tornou lendária, referia-se frequentemente a este disco (o segundo) como sendo o seu álbum de estreia. Voltaremos a ‘David Bowie’ (o primeiro) numa outra ocasião.

O disco de hoje é gravado numa fase hippie, onde se faz notar a influência da quase ex-namorada Hermione Farthingale. É com ela que Bowie organiza um festival gratuito inspirado em Monterrey e Woodstock. Esta fase menos interessante está documentada em canções como ‘Letter To Hermione’, ‘The Wild Eyed Boy From Freecloud’ e ‘Memory Of A Free Festival’.

No entanto, é neste disco que colaboram pela primeira vez alguns nomes que se viriam a tornar importantes na carreira de Bowie, como Rick wakeman (em Hunky Dory), o engenheiro Ken Scott e o produtor Tony Visconti.

A canção que fica para a história e que é uma carta fora do baralho é Space Oddity. O sucesso da canção deveu-se à sua utilização pela BBC em programas relacionados com a missão Apolo 11 da NASA, tornado-se o primeiro êxito de Bowie após meia década de continuados insucessos.
Após o sucesso do single ‘Starman’ e do LP ‘The Rise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars’, a RCA resolveu, 3 anos depois, reeditar ‘David Bowie’ com uma nova capa, onde o músico aparece maquilhado e de cabelo curto, apresentando-se na contracapa com uma imagem característica da sua fase glam rock/Ziggy Stardust.

A edição que apresento aqui é de 1982, editado numa fase em que Bowie está em fim de contrato com a RCA. No ano seguinte assinaria pela EMI e tornar-se-ia numa mega estrela à conta de ‘Let’s Dance’. Esta não foi a única tentativa da RCA de faturar em cima do músico em final de contrato. A colectânea ‘Rare’ e a banda sonora do filme ‘Ziggy Stardust’ são outros exemplos conhecidos.

A minha cópia é (mais uma vez) espanhola. Data de 1982 (a primeira edição é de 1973) e tem o título ‘Space Oddity’, o nome pelo qual este disco se tornou mais conhecido. Como sempre tem algumas incursões pelo castelhano. A lombada apresenta o título ‘Odisea Espacial’ e as notas de contracapa estão, também, em lígua espanhola. Todas as canções se encontram referenciadas nas duas línguas.

Apesar de haver uma referência na capa à inclusão de um poster, confesso que não me recordo de alguma vez o ter visto, o que me leva a crer que este disco foi comprado em segunda mão.

You May Also Like

Brands That Matter: 2022 o regresso da música a Paredes de Coura com a Vodafone

Vagos Metal Fest 2022 Dia I. O regresso mais desejado

Azores Burning Summer, o festival ecofriendly

Festival A Estrada regressa em agosto para a sua segunda edição

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt