Brands That Matter: Joaquim Chaves Saúde levou “as suas grávidas” ao NOS Alive

Pela primeira vez a Joaquim Chaves Saúde marcou presença no festival NOS Alive. Tendo focado a sua ação durante os dias do evento nas grávidas, foi para elas que pensou um espaço com muitas atividades. Sobre esta iniciativa e os seus resultados falámos com Miguel Vieira Marques, diretor de Marketing e Comunicação da Joaquim Chaves Saúde.

Quando nasceu a Joaquim Chaves?
A Joaquim Chaves Saúde (JCS) é um grupo português que, desde 1959, opera exclusivamente no setor da saúde, participando com competência e elevada qualidade no progresso da medicina, num percurso de rigor e qualidade na prestação de cuidados de saúde às populações.

De que forma se desenvolve hoje a atividade da empresa?
Com mais de seis décadas de existência, a Joaquim Chaves Saúde tem uma posição consolidada e de reconhecido relevo no domínio da medicina em Portugal, sendo um dos importantes protagonistas na prestação de cuidados de saúde no nosso país. A Joaquim Chaves Saúde conta, atualmente, com 10 Laboratórios de Análises Clínicas, Genética e Anatomia Patológica, em Portugal e Moçambique, e cerca de 400 postos de colheita distribuídos por todo o território nacional e ilhas. Recentemente, deu um passo importante na prestação de cuidados de saúde com a aposta na cirurgia com a abertura da Clínica Cirúrgica de Carcavelos, culminando na oitava Clínica Médica do Grupo. É também o maior operador privado de Radioncologia, em Portugal, com um total de 8 clínicas no continente e ilhas. Mais recentemente, o Grupo estendeu a sua atividade à área da prevenção da doença, com a abertura do Joaquim Chaves Fitness, no Restelo, em Lisboa.

O que vos levou a ter esta parceria com o NOS Alive?
A Joaquim Chaves Saúde marcou, pela primeira vez, presença no NOS Alive, com um spot dedicado exclusivamente a grávidas, junto ao palco principal. O nosso objetivo foi proporcionar o maior conforto possível às futuras mães, para que estas pudessem desfrutar de toda a experiência de um
festival de verão, especialmente neste ano em que estes eventos estão de regresso. Toda esta ação foi cuidadosamente pensada, com o objetivo de levar o nosso know-how até ao festival e dar a conhecer o serviço diferenciado e personalizado que prestamos, todos os dias, nas unidades da
Joaquim Chaves Saúde.

É importante marcar presença junto deste público, à partida mais jovem?
Na Joaquim Chaves Saúde existe uma preocupação genuína com as pessoas e, por isso, toda a sua atividade é desenvolvida com foco num acompanhamento único e personalizado, onde todas as pessoas são tratadas de forma única. Neste sentido, participar nestes eventos e estar ao lado dos mais jovens dá-nos, por um lado, a oportunidade de dar a conhecer melhor as nossas áreas de atividade e, por outro lado, identificar as principais necessidades desta população mais jovem e encontrar soluções que possam ir ao encontro destas mesmas necessidades. A presença no NOS Alive veio reforçar esta nossa posição ao mostrar que a nossa preocupação com as grávidas e os seus bebés começa “fora de portas”.

Optaram por se focar num público muito específico: as grávidas. Porquê?
Nas unidades da Joaquim Chaves Saúde, é promovido um acompanhamento único e personalizado a todas as grávidas e considerámos que era fundamental levar esta nossa cultura até ao festival e, assim, estar mais próximos deste nosso público. E nada melhor do que, num ambiente descontraído, criar momentos inesquecíveis para as grávidas e seus acompanhantes, mostrando-lhes que estamos ao seu lado em todos os momentos das suas vidas.

Quem visitou o espaço encontrou nele várias valências. De que forma foram elas concebidas?
Este espaço foi criado, exclusivamente, a pensar nas grávidas e no seu conforto. Com uma localização privilegiada, de frente para o palco principal, com cadeiras e acessos diretos às casas de banho, o grande objetivo do nosso stand era permitir que as grávidas e respetivos acompanhantes
pudessem desfrutar de toda a experiência de um festival de Verão. No andar de baixo, as grávidas tiveram a oportunidade de participar em atividades relacionadas com esta fase da sua vida e obter informações relevantes sobre consultas de obstetrícia, ecografias obstétricas, CTG cardiotocografia), ecocardiografia fetal, análises clínicas e pediatria. Realizámos 50 massagens a grávidas, um dos serviços disponíveis no nosso espaço, e registámos a sua presença em fotografia, onde simulámos uma ecografia do bebé, no seu primeiro festival, para que possam recordar no futuro.
Foi tudo, cuidadosamente, pensado para aliar toda a experiência de um evento desta natureza à partilha de informação relevante e importante para esta fase das suas vidas.

Tem noção do número de grávidas que receberam no espaço durante os 4 dias do festival?
Estiveram cerca de 900 grávidas no nosso espaço, e respetivos acompanhantes, durante os quatro dias do festival. Mas, não ficámos por aqui. Conseguimos, ainda, impactar mais grávidas, que nos chegaram de surpresa, e que, prontamente, acolhemos, proporcionando-lhes uma experiência
memorável. Impactámos, ainda, outros públicos do festival, algo que foi potenciado pela localização do stand e pela dinâmica da nossa ativação.

Será esta uma parceria para continuar?
Consideramos que esta foi uma forma diferenciadora de impactarmos as grávidas e criar momentos para recordar no futuro. Assim, ambicionamos dar continuidade a projetos como este, uma vez que os festivais representam uma excelente oportunidade para chegarmos a um número elevado de pessoas e de lhes dar a conhecer as nossas valências e o serviço próximo e humanizado que prestamos aos nossos clientes.

E expandir a vossa presença a outros festivais de música, está nos vossos planos?
A Joaquim Chaves Saúde está atenta a todas as oportunidades e, sempre que o projeto fizer sentido e se identifique com a nossa marca, analisaremos a possibilidade de marcar presença.

Depois de dois anos de pandemia de que forma está a Joaquim Chaves a encarar este novo normal?
Depois de dois anos, extremamente, desafiantes para todos os setores, 2022 tem sido um ano de retoma e gradual regresso à atividade pré-pandémica. Na Joaquim Chaves Saúde, continuamos a trabalhar, como sempre fizemos, em prol de um serviço que tem como foco as pessoas e onde aliamos a competência dos nossos profissionais à tecnologia de última geração, de forma a proporcionar um serviço de elevada qualidade e humanização a todas as pessoas que nos procuram.

Notam que a saúde ganhou ainda maior importância para os portugueses?
A saúde assume uma posição de liderança na lista de preocupação das pessoas, mas acreditamos que a conjuntura dos últimos anos veio aumentar ainda mais esta preocupação. O impacto desta situação reflete-se no aumento da literacia em saúde e na forma como os portugueses encaram os próprios serviços de saúde. As pessoas estão cada vez mais exigentes e, neste sentido, a Joaquim Chaves Saúde tem vindo a desenvolver ferramentas e serviços que acompanham esta tendência de crescimento.
Apostamos num serviço de proximidade e de humanização, onde nos posicionamos ao lado das pessoas e onde as acompanhamos de forma única, dando resposta a todas as suas necessidades.

You May Also Like

Vagos Metal Fest 2022 Dia I. O regresso mais desejado

Testado & Aprovado: os gelados italianos da Gelateria La Romana

Azores Burning Summer, o festival ecofriendly

O exercício físico na ajuda ao combate à celulite

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt