Até que ponto a música influencia o bem-estar psíquico e a gestão do stress?

Sabia que ouvir música pode contribuir para o seu bem-estar?

Como qualquer som, a música chega ao ouvido na forma de ondas. O ouvido externo recebe estas ondas, que atingem o tímpano, fazendo-o vibrar. A vibração viaja pelo ouvido e vai originando vários processos que, numa fase final, ditam o envio de sinais elétricos para o cérebro.

Diferentes regiões do cérebro são responsáveis por interpretar diferentes propriedades da música. Isto pode explicar aquela sensação de “arrepio na espinha” que sentimos ao ouvir determinadas músicas. Este fenómeno acontece por ativação do centro de “recompensa” do cérebro, responsável por sensações de satisfação e prazer, como as que sentimos quando comemos, por exemplo, chocolate.

A música estimula a libertação de dopamina (uma substância química que promove a motivação e o bem-estar). Assim, molda sentimentos e emoções, ajudando ainda a gerir sensações menos agradáveis, já que, muitas vezes:

– Funciona como uma distração, desviando a atenção de eventuais fontes de stress e ansiedade;
– Ajuda a reduzir a tensão muscular;
– Diminui a libertação de hormonas associadas ao stress.

You May Also Like

À conversa com o cantautor Miguel Reis aka Tio Rex

Capa de vinil sobre tapete vermelho – FRIPP & ENO – (NO PUSSYFOOTING) (1973)

À conversa com o músico José Manuel Gomes sobre o projeto Jubilee

Toxikull anunciam novo single “Darkness” com a participação de Marta Gabriel dos Crystal Viper

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt