A minha vida num disco: Joao Ingram dos Simbiose e dos Rosa Sparks

Vocalista dos Simbiose desde 1999, João Ingram ou Jonhie, como é conhecido, é o nosso convidado de hoje. Homem da música, sem a qual não pode viver, é também um homem de causas. Detesta injustiças, algo que o levou a dar vida ao projeto Dias de Quarentena com o amigo de longa data Filipe Brito dos Vira Lata e a Rosa Sparks, projeto que podem descobrir aqui.

A minha vida num disco: Joao Ingram

Obrigado desde já pelo convite para participar na rubrica.
O disco da minha vida, pelo menos o que eu ouvi mais, o que me marcou mais e com o qual me identifiquei mais foi, sem dúvida, o “Anarkophobia” dos brasileiros Ratos de Porão na versão cantada em português.
Eu já conhecia a banda e gostava bastante, mas realmente naquela altura… aquelas letras, o facto de ser cantado em português e o facto de a qualidade da gravação ser bem boa para a época, foi uma chapada na tromba que se ouviu nos meus phones durante vários anos consecutivos.

You May Also Like

A minha vida num disco: Ricardo Agostinho do site [ar.cai.co]

A minha vida num disco: João Vairinhos

A minha vida num disco: Nuno Miranda da Gruesome Records

À conversa com o músico João Spencer dos Mazarin

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt