Talkfest e Iberian Festival Awards: Pôr a indústria a falar sobre si mesma

Pela sétima vez, o Talkfest criou em Portugal o espaço de debate e partilha de conhecimento sobre festivais de música. Com uma indústria que continua a crescer e a evoluir de ano para ano, os temas não se esgotam neste que é o fórum de eleição para profissionais e visitantes dos festivais de música.

A sétima edição do Talkfest abriu portas, este ano, com a entrega dos Iberian Festival Awards. Trata-se da terceira edição do prémio a decorrer no âmbito do Talkfest e a premiar festivais em 23 categorias. São escolhidos dois vencedores, um de Portugal e outro de Espanha, apurados a partir de uma lista mais vasta de concorrentes. Os galardões são atribuídos consoante votação do público ou designação do júri e a cerimónia decorreu a 15 de março, no Fórum Lisboa.

Frente ao festival português O Sol da Caparica, o Ressurrection Fest venceu o galardão de Melhor Festival de Grande Dimensão a nível ibérico. O festival, que volta a acontecer na Galiza, entre 11 e 14 de julho deste ano, levou para o país vizinho outros prémios: Melhor Cartaz (contra o EDP Cool Jazz) e Melhor Campismo (que venceu ao Bons Sons).

A Melhor Atuação Internacional foi entregue aos Rammstein, concerto que teve lugar também no Resurrection Fest. Do lado português, estava apontado ao prémio ibérico o concerto dos Red Hot Chili Peppers, no Super Bock Super Rock de 2017.

Já o EDP Cool Jazz acabou por vencer numa das categorias que provam que os festivais de hoje vão além do cartaz, Melhor Contributo para a Sustentabilidade, frente ao espanhol Low Festival.

Ir a um festival é, de facto, uma experiência que ultrapassa o cartaz. Por isso mesmo, os Iberian Festival Awards atribuíram um prémio ao Melhor Uso de Tecnologia em festivais, que foi ganho pelo MB Way a nível ibérico.

Essa mesma realidade ficou provada quando, no dia seguinte, o Talkfest trouxe a Portugal oradores de várias áreas que concorrem para a realização de um festival. No Museu das Comunicações, falou-se, por exemplo, de mobilidade em festivais (com a presença de uma representante da plataforma Cabify); da inovação na oferta de serviços de alimentação (com o presidente da Associação Street Food Portugal); e da mensagem social que um festival pode transmitir.

Os Iberian Festival Awards destacaram ainda a responsável pelo Rock In Rio, Roberta Medina, com o Prémio de Excelência. A comunicação, as infraestruturas e a programação cultural e turística foram áreas também abordadas nas categorias, numa noite que contou com a actuação de artistas portugueses e espanhóis.

Depois de os espanhóis Desakato terem inaugurado o palco com um rock aceso, actuaram os portugueses Whales. A entrega de prémios fez intervalos para as actuações que se seguiram: Madrepaz, Quartoquarto, Miguel Araújo e All You Can Swing.

Uma sala composta sobretudo por nomeados, premiados e apresentadores dos prémios assistiu à entrega dos galardões e preparou-se para participar nas conversas do dia seguinte. Numa altura em que existem mais de 200 festivais de música em Portugal e mais de 700 em Espanha – para um público que ronda os 25 milhões de espectadores – o Talkfest soma e segue na missão de tornar-se o fórum de excelência para que a indústria da música fale sobre si mesma, numa dimensão cada vez mais internacional.

Texto: Filipa Moreno
Fotos: André Clemente Aguiar

 

You May Also Like

As 15 melhores músicas de 2018 by Filipa Moreno

WoodRock Festival anuncia 7.ª edição

Festival Laurus Nobilis 2019 apresenta cartaz

IDLES no Lisboa ao Vivo e a luta continua