Scorpions na Altice Arena um caso de amor com mais de cinco décadas

A 11 de Novembro de 2011 os Scorpions davam aquele que era anunciado como o seu último concerto. Pois bem, foi na mesma sala onde deram o então supostamente último show que, oito anos depois, a banda deu o terceiro concerto desta, chamemos, segunda vida.

Esgotado, anunciou a promotora Everything Is New. De facto não cabia mais ninguém na Altice Arena. Entre pais, filhos e netos, eram várias as gerações ali representadas, o que demonstra bem a ligação entre o público português e a banda de Klaus Meine.

Foram muitos os hinos que se ouviram, quase sempre a uma só voz, entre a banda e o seu público fiel. Fazendo uma entrada energética, os Scorpions demonstraram ter ainda muito para dar, apresentado um concerto marcado pela energia e pela boa forma dos músicos.

«Olá Lisboa», saúda Klaus Meine, «já tínhamos saudades vossas», confessa o vocalista. Isto antes de dar inicio a “Make it Real” tendo como cenário a bandeira portuguesa que inundava os ecrãs colocados no palco.

Depois seguiu-se um alinhamento cheio de músicas que fazem parte da banda sonora da vida do público que enchia a sala de espectáculos da capital, como “Is There Anybody There”, “The Zoo” e Coast to Coast”

Ao medley “Top of the Bill”, “Steamrock Fever”, “Speedy’s Coming” e “Catch Your Train” seguiu-se “We Build This House on a Rock” do álbum “Return to Forever”, de 2015.

«Regressar a Lisboa é como voltar a casa. Temos muitas memórias dos muitos concertos que demos aqui. E sabemos que temos um público fiel», referiu Klaus para de imediato cantar “Follow Your Heart”.

“I’m on My Way Home”, “Send Me an Angel” e “Wind of Change” deram seguimento à celebração que viria a ter um momento, literalmente, alto quando a bateria de Mikkey Dee subiu para servir de cenário a um solo de bateria do antigo baterista dos Motörhead. Já Rudolf Schenker, o sempre animado guitarrista, atirou-se a “Blackout” com uma energia incrível.

Para o encore estavam programas duas das mais conhecidas canções do grupo alemão. Primeiro “Still Loving You”, e depois “Rock You Like a Hurricane”, com os elementos da bandav fundada em 1965 juntos na frente de palco com a bandeira portuguesa pelos ombros.

Texto: Sandra Pinto
Fotos: Tiago Cortez / Everything is New

You May Also Like

Max & Iggor Cavalera trazem a Portugal a tour mundial “Return Beneath Arise”

Pixies chegam a Lisboa para um concerto no Campo Pequeno em Outubro

Pixies lançam novo vídeo para “On Graveyard Hill”

Allah-Las regressam a Portugal para um concerto único em Lisboa

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt