Sabia que há uma exposição de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca?

O ome vem da obra original, filme ensaio que investiga a forma como o frevo (dança tradicional do Recife) é absorvida e transformada no corpo de jovens moradores das periferias das cidades do Nordeste do Brasil.

Documento prático sobre as diferenças de raça, classe e género de um país, Faz Que Vai rouba o nome ao um dos mais típicos passos da tradicional dança frevo, originalmente herdeira dos movimentos guerreiros da Capoeira, apresentando quatro performances que problematizam as características convencionais da dança. Por serem feitas por corpos dissidentes – por cor, origem social ou género – daquilo que é considerado norma ou padrão, essas performances dirigidas e editadas por Bárbara Wagner e Benjamin de Burca reclamam para o frevo um outro estatuto: não mais o de inerte património oficial de uma cultura, mas o de forma artística maleável que renda homenagem às suas origens transgressoras e que sirva de plataforma simbólica para novas lutas.

Faz que Vai
Curadoria de Moacir dos Anjos
De 13 de junho até 28 de julho
Sala de exposição
Maus Hábitos
Morada
Rua Passos Manuel, 178, quarto andar

You May Also Like

Preparados para o 25.º Super Bock Super Rock? Saiba as novidades da edição que marca o regresso ao Meco aqui

Imprensa Nacional apresenta monografia inédita de artista Fernando Lemos

Laurus Nobilis Music Famalicão 2019 está quase a chegar

Cinema lituano à descoberta e em revisita no Porto/Post/Doc 2019

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt