"Reino de Feras" questiona onde se encontra o limite entre o instinto animal para sobreviver e o dever humano para proteger os outros.

“Reino de Feras”, de Gin Phillips

Lincoln é um bom menino. Aos quatro anos é curioso, inteligente e bem comportado. Lincoln faz o que sua mãe diz e sabe quais são as regras.

«As regras são diferentes hoje. As regras são que nos escondamos e que não deixemos que o homem com a arma nos encontre»

Quando um dia comum no jardim zoológico se transforma num pesadelo, Joan encontra-se presa com o seu querido filho. Deve reunir todas as suas forças, encontrar coragem oculta e proteger Lincoln a todo custo – mesmo que isso signifique cruzar a linha entre o certo e o errado; entre a humanidade e o instinto animal. É uma linha que nenhum de nós normalmente sonharia cruzar. Mas, às vezes, as regras são diferentes.

Um passeio de emoção magistral e uma exploração da maternidade em si – desde os ternos momentos de graça até ao poder selvagem. “Reino de Feras” questiona onde se encontra o limite entre o instinto animal para sobreviver e o dever humano para proteger os outros. Até onde vai uma mãe para proteger o seu filho?

Sobre Gin Phillips
Gin Phillips, autora premiada com o Barnes and Noble Discover pelo seu primeiro romance, tem a obra publicada em mais de 29 países. Reino de Feras, a sua primeira incursão no mundo do trhiller, está a ser aclamado pelo público e pela crítica.

"Reino de Feras" questiona onde se encontra o limite entre o instinto animal para sobreviver e o dever humano para proteger os outros.

Reino de Feras
Gin Phillips
Suma de Letras

You May Also Like

El Corte Inglés divulga programação do Âmbito Cultural de Junho

Ana Luísa Amaral e Valter Hugo Mãe protagonizam segunda sessão do “abre aspas”

Dr Martens apresenta sugestões unisexo para a Primavera/Verão 2020

Men On The Couch lançam vídeo para “Se eu morresse amanhã”

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt