Pedro de Tróia edita álbum de estreia a solo

Com envolvência em múltiplos projectos artísticos desde muito jovem, Pedro de Tróia viu-se obrigado a desligar, mudar de vida e mudar de ares, afastando-se dos palcos, estúdios e salas de ensaio. Três anos depois, em jeito de terapia, decide dar início ao percurso em nome próprio. Uma inevitabilidade.

Cantor e letrista de uma das bandas mais criativas que a música portuguesa conheceu (Os Capitães da Areia), Pedro de Tróia – aquele que tem tanto de franzino e tímido, como de animal de elevada potência em palco – regressa à agitação musical no início deste ano, para apresentar o disco de estreia a solo.

Com arranjos e produção de Tiago Brito, o álbum foi gravado entre a Avenida de Roma e o estúdio Namouche, por Bernardo Barata e Bernardo Centeno. A mistura e masterização ficaram a cargo de Tiago de Sousa e, para além de Pedro de Tróia (autor e cantor de serviço), participaram nas gravações os músicos Vasco Magalhães, Vasco Abreu, Silas Ferreira, Tiago Brito, Tomás Branco e Rita Laranjeira.

Recordemos que, entre autorias de canções, produções de discos de outros artistas, também fazem parte do currículo de Pedro de Tróia os álbuns “O Verão Eterno dos Capitães da Areia” e “A Viagem dos Capitães da Areia a bordo do Apolo 70″ – disco que marcou pela coragem e irreverência, no qual se destacou o single “Arco das Portas do Mar”.

You May Also Like

Casino Estoril acolhe a terceira edição do Cascais Rock Fest

Descubra aqui o vídeo de “Partilhar” de Rubel com AnaVitória

Laurus Nobilis regressa em 2020

Festival Porta-Jazz 2020

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt