Orquestra Jazz de Matosinhos e Kurt Rosenwinkel celebram 10 anos de “Our Secret World”

A Orquestra Jazz de Matosinhos celebra o 2.º aniversário na Real Vinícola com um concerto com Kurt Rosenwinkel dia 20, às 19h00, cumprindo as regras da Direção Geral da Saúde. O novo edifício, cedido pela Câmara de Matosinhos, fundadora da big band, alberga o CARA – Centro de Alto Rendimento Artístico, a sala de ensaios, o estúdio de gravação, o espaço do Programa Educativo e os escritórios da Associação OJM.
Inaugurada em 2018, a nova casa da orquestra tem sido palco de inúmeras actividades e projetos, ficando evidente a versatilidade e abrangência da OJM enquanto orquestra agregadora e ciente do seu papel junto da comunidade.

Para celebrar este novo espaço, financiado pela autarquia, onde a OJM tem realizado concertos – mesmo durante a pandemia foi das poucas instituições a nível nacional a manter a actividade, demonstrando estar preparada para as adversidades, cumprindo todas as medidas de segurança -, recebido os alunos das escolas e as famílias de Matosinhos, dia 20 volta a ouvir-se música na Real Vinícola. A OJM reencontra-se com um amigo de longa data para celebrar, também, 10 anos da edição do álbum em conjunto, “Our Secret World”, num concerto patrocinado pela Câmara Municipal de Matosinhos.
A colaboração de Kurt Rosenwinkel com a Orquestra Jazz de Matosinhos iniciou-se em 2008 e, desde então, têm sido vários os encontros em palco entre a big band e o guitarrista norte-americano, seja em Portugal, em Espanha ou nos EUA.
Referência do jazz moderno, Kurt Rosenwinkel tem um timbre singular que o distingue em todo o mundo. Com 30 anos de percurso, tem mais de 10 discos editados como líder e inúmeras participações com músicos como Brad Mehldau, Brian Blade, Joshua Redman, Chris Potter, Joe Henderson, Paul Motian e Gary Burton.
Ao longo dos anos, a colaboração entre a OJM e Kurt Rosenwinkel tem sido enriquecida com novos arranjos a músicas do guitarrista que farão parte do concerto de dia 20, nomeadamente: “Flute”, com arranjo de Ohad Talmor, “Song of our Sea” arranjo de Pedro Guedes, e “Cycle Five” arranjo de Carlos Azevedo.

A entrada para o concerto na Real Vinícola é de acesso livre, mediante a lotação do espaço e de acordo com as regras da DGS. Os interessados podem levantar a pulseira, sexta-feira, dia 18, a partir das 14h00, na Câmara de Matosinhos, no Posto de Turismo de Matosinhos e na Casa da Arquitectura. No dia do concerto, a entrada na Real Vinícola tem de ser feita até meia hora antes do início dos concertos.

Dada a limitação do espaço, a OJM vai transmitir o concerto em directo no YouTube, domingo a partir das 19h00.

You May Also Like

Rosa Sparks lançam o single “No More”

O mal sobre a terra – história do grande terramoto de Lisboa, de Mary del Priore

Bela, de Ana Cristina Silva

Contra mim, de Valter Hugo Mãe

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt