Optimus Discos 2012

Aconteceu no passado dia 12, quinta-feira, o lançamento da edição 2012 do Optimus Discos. O evento que juntou os sete novos projectos da nova edição decorreu no renovado Cais do Sodré, onde em cinco salas foram acontecendo os concertos de apresentação das bandas.

Balla Redux, Hello Atlantic, Chullage, Os Pontos Negros, Pedro Cardoso, Souls of Fire e The Poppers, são as novas apostas do Optimus Discos para este ano, sendo que o cardápio da noite ficou completo com a prestação de bandas já editadas e de quem muito se tem ouvido falar: Best Youth, Capicua, Lucas Bora Bora, Miúda, Nice Weather for Ducks e The Doups.

Chegámos com a intenção de ver todos os concertos, mas ficou por ai mesmo…pela intenção. Na verdade, com a grande promoção/divulgação do evento e devido ao facto, não só do mesmo ser de entrada livre, como pela própria qualidade das bandas, foram muitos, mesmo muitos os que quiseram ir ao Cais do Sodré naquela noite. Foram tantos que rapidamente a lotação das salas ficou esgotada, o que, sem dúvida, dificultou a vida a quem pretendia assistir a todos os concertos.

Valeu-nos a conquista de ter conseguido ver quatro excelentes prestações. Começámos a noite com os Lucas Bora Bora, projecto do baterista dos Velhos na sua aventura a solo, que nos presenteou com uma pop descomprometida com muitos samples à mistura. É engraçado ver como em palco sentimos a presença de alguns ícones musicais dos anos 80, como António Variações que de certeza ficaria fã dos projecto.

A noite continuou com The Poppers. A banda que veio dos Olivais chegou à Pensão Amor com vontade de deixar marcas em quem por lá os esperava…e se melhor o pretenderam mais facilmente o conseguiram. Não iremos com toda a certeza esquecer a prestação de Rai Popper, o vocalista, que nos trouxe à memória imagens perdidas de um “Rei Lagarto”, mais conhecido por Jim Morrison. A essência do rock está toda ali, a rebeldia que se pode transmitir através da música também.

Na Velha Senhora ouvimos Pedro Cardoso, que de guitarra nos braços embalou quem ali foi para o ouvir, bem como quem terminava de jantar!

De regresso à Pensão Amor foi a vez de o palco receber a presença do projecto Miúda. Composto pela vocalista Mel do Monte, portuguesa de ascendência alemã, e o músico Pedro Puppe, têm no EP homónimo produzido por Tiago Bettencourt e Fred (Orelha Negra) o seu primeiro trabalho. Canções simples, mas cativantes prenderam a atenção do público.

De referir que Chullage, Os Pontos Negros, e Souls of Fire são os primeiros projectos a ser lançados, já no dia 23 de Abril, estando os singles disponíveis no site http://www.optimusdiscos.com/ para download gratuito.
Pode também visualizar o artigo (sem necessidade de Adobe Flash Player) em: http://look-mag.com/2012/04/15/optimus-discos-2012/

You May Also Like

Dia 13 de Outubro. Podia ser uma sexta-feira, mas não foi. Dia 13 de Outubro foi um sábado. O mesmo sábado que o Indiegente ganhou vida.

Indiegente Live 2019 toma conta do LAV no dia 19 de Outubro

Mão Morta no LAV não há frio que nos derrube

Auditório do Casino Estoril recebe Romeu & Julieta – Do Ódio ao Amor

Foreign Poetry editam “Grace and Error on the Edge of Now”

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt