O novo disco de Medeiros/Lucas chega às lojas a 16 de Março. "Sol de Março" encerra a triologia e terá selo Lovers & Lollypops.

Medeiros/Lucas lançam novo disco em Março

O novo disco de Medeiros/Lucas chega às lojas a 16 de Março. “Sol de Março” encerra a triologia iniciada com “Mar Aberto” (2015) e “Terra do Corpo” (2016) e terá selo Lovers & Lollypops.

As novas canções brincam com as relações entre a luz e a sombra, mantendo o tom melancólico e de balada em temas como Podre Poder, o primeiro avanço lançado em final do ano passado, mas abrindo caminho a novas paisagens mais luminosas e festivas.

Exemplo disso o segundo single Elena Poena a ser lançado no final de Fevereiro, que nos mostra novos espaços de maior desafogamento e simplicidade. Os novos caminhos fazem-se conduzidos pela voz de Medeiros que nos mostra agora novas facetas, com melodias mais vincadas e com maior alcance. As letras, essas, continuam a ter como autor o escritor açoriano João Pedro Porto.

Para além de Porto na ficha técnica Sol de Março repetem-se os nomes que construíram esta triologia – Augusto Macedo (baixo, teclas) e Ian Carlo Mendoza (bateria, percussão) já são parte fixa da banda, o Golden Pony de Eduardo Vinhas é o espaço de gravação e misturas, a masterização é feita em Montreal por Harris Newman e as imagens do disco são criadas pelo artista plástico Tiago Bom.

Na lista de novas colaborações destaca-se o papel do músico vimaranense Rui Souza que gravou a maior parte das teclas do disco e que já vem acompanhando Medeiros/Lucas em concerto por algumas vezes, assim como a presença pontual de outros nomes mais ligados ao jazz: Antoine Gilleron (trompete), Gonçalo Santos (bateria), João Hasselberg (contra-baixo) e Tine Grgurevic (Fender Rhodes).

Alinhamento
Lampejo
Podre Poder
Obscurantismo
Clarificação
Os Pássaros
Elena Poena
Em Condicional
O Trapezista
Galgar
Sol de Março
As Calendas
Fado do Salto

You May Also Like

As 15 melhores músicas de 2018 by Filipa Moreno

WoodRock Festival anuncia 7.ª edição

Festival Laurus Nobilis 2019 apresenta cartaz

IDLES no Lisboa ao Vivo e a luta continua