Mão Morta e Pedro Sousa estreiam o disco Tricot ao vivo

A primeira colaboração dos Mão Morta com o saxofonista Pedro Sousa nasce do projecto Esfera, criado por André Tentugal, músico, produtor e realizador, e por Henrique Amaro, locutor da Antena 3.

Esfera surge da vontade de criar um projeto de edição fonográfica que promova a aproximação entre músicos, que anteriormente nunca tenham trabalhado juntos. O projeto originou colaborações como Sensible Soccers e Carlos Maria Trindade ou Joana Gama e Angélica Salvi.

Da sessão de gravação entre o grupo de Braga e o artista de Lisboa surgiu Tricot, disco composto por três temas, editado em vinil com uma com tiragem limitada.

Projeto decano do rock alternativo português, os Mão Morta têm procurado fintar a longevidade tornando-a combustível para a sua permanente irreverência e originalidade. Serpenteando a sua discografia, o grupo farol de Braga tem ainda criado pontes e cooperações que vão dando inesperadas aventuras dentro e fora da música, tais como o musical Chão para as Comédias do Minho, a coreografia No Fim Era o Frio de Inês Jacques ou a colaboração com o Remix Ensemble para o centenário do Theatro Circo.

Pedro Sousa é uma das figuras de referência no universo da música improvisada em Portugal tendo colaborado com Gabriel Ferrandini, Rodrigo Amado, Thurston Moore, Black Bombaim, RP Boo, Miguel Mira ou Hernâni Faustino. Saxofonista e músico que junta o improviso e a electrónica com um estilo irreverente próprio e de uma energia infinita, Pedro Sousa tem surpreendido ao longo do anos o panorama musical nacional.

Os bilhetes para o concerto na Culturgest, em Lisboa, custam entre 5€ e 18€

You May Also Like

Festival Política chega a Coimbra já em fevereiro

NECRØ estreia DEATH BEATS, o primeiro single do novo projecto de João Vairinhos e Sara Inglês

Tara Perdida estão de volta com Vida Punk

Graveyard em Portugal no 28 de maio

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt