Festival Política chega a Coimbra já em fevereiro

Depois das edições em Lisboa, Braga e Loulé, o Festival Política chega agora a Coimbra, nos dias 10 e 11 de fevereiro de 2023, para um warm-up da edição que acontece em novembro, na Cidade do Conhecimento.

O aquecimento do Política tem lugar no Convento São Francisco e faz-se através de quatro atividades imperdíveis e de entrada livre, que se desenrolam entre o debate, o cinema, a música e a performance, e que convidam à discussão e consciencialização cívica, individual e coletiva.

O músico Dino D’Santiago arranca o programa, a 10 de fevereiro, com uma conversa, dirigida às escolas, sobre o poder de transformação que a música e os artistas podem ter na sociedade. No Grande Auditório do Convento São Francisco, pelas 10h30, “A música pode derrubar muros?” é a questão colocada, num diálogo que conta ainda com a participação da vereadora da Câmara Municipal de Coimbra, Ana Cortez Vaz. A entrada nesta iniciativa está limitada à comunidade escolar.

O dia seguinte começa às 11h00, no foyer do convento, pela mão da oficina Tangram – Somos Natureza: um workshop criativo e de sensibilização, para crianças entre os 6 e os 12 anos, que as desafia a refletir acerca do impacto das ações humanas na natureza. A partir do jogo tangram, os jovens vão pintar, colar, carimbar e desenhar diferentes elementos dos ecossistemas em cada peça, de forma a espelhar a sua riqueza e diversidade. Esta iniciativa é realizada no âmbito do projeto financiado pelo programa H2020 da Comissão Europeia “PHOENIX – The Rise of Citizens Voices for a Greener Europe” sobre processos participativos e meio ambiente. Para participar, as inscrições devem ser feitas através de participa.politica@gmail.com.
Às 17h00, na sala D. Afonso Henriques, estreia, desta vez em Coimbra, o documentário “A música invisível”, do realizador e investigador Tiago Pereira, que resulta de mais de 250 vídeos gravados com diferentes comunidades ciganas portuguesas, que deram origem ao projeto A Música Cigana A Gostar Dela Própria. Além da exibição do filme coproduzido pelo Festival Política, há um concerto com um artista da região e uma conversa dedicada à música cigana no país.

Na mesma sala, quando forem 21h30, sobe ao palco o autor e humorista Hugo van der Ding para apresentar o espetáculo “A grande mentira”. Nesta aula ao vivo, dedicada ao tema da inclusão, van der Ding usa como pano de fundo a História e as suas personagens mais ou menos recomendáveis.

De forma a promover a acessibilidade do público, todas as sessões são acompanhadas de interpretação para Língua Gestual Portuguesa (na oficina Tangram – Somos Natureza, mediante solicitação prévia por e-mail) e o filme é legendado em português. Os bilhetes gratuitos podem ser levantados na bilheteira do Convento São Francisco, diariamente, entre as 15h00 e as 20h00. É permitido o levantamento de dois ingressos por pessoa, de acordo com a lotação definida para cada evento.

Numa primeira aproximação à edição oficial de 2023, apontada para novembro, Coimbra estreia-se enquanto plataforma de transmissão da dinâmica e do espírito que reflete a preciosa e urgente programação do Festival Política, nos dias 10 e 11 de fevereiro, com quatro propostas obrigatórias, no Convento São Francisco.

You May Also Like

À conversa com Mille Petrozza dos Kreator

Natália É Quando Uma Mulher Quiser” com um cartaz de luxo no Casino Estoril

25 eventos no Espaço Cultural DINAAMO – #05 MULHER MEGA

Gala solidária no Auditório do Casino Estoril da Associação Portuguesa de Prader-Willi

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt