Father John Misty, para bem dos nossos pecados

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

Entra em palco e encanta. Abre a boca e com aquela voz que parece não mais ter fim e enfeitiça os incautos, os prevenidos, os fãs ou os menos adeptos. Ou seja, todos. Costuma dizer-se que à terceira é de vez, mas a verdade é que nós não precisámos desta que foi a terceira vez que o vimos ao vivo, para catalogá-lo como um dos grandes perfomers da actualidade, porque ele é.

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

Apesar de o termos sentido menos expansivo no que ao aspecto físico diz respeito, para o que deve ter contribuido o facto de este ser um concerto de fim de digressão, Josh Tillman, seu nome de baptismo não desiludiu.

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

Antigo membro dos Fleet Foxes há uma mão cheia de anos que Tillman deu vida ao alter ego Father John Misty com o qual tem vindo a evangelizar meio mundo. De figura esbelta, longas barbas e cabelo rebelde qb (durante todo o concerto a imagem de Jim Morrisson não nos sai da cabeça), consegue cravar em nós cada silaba, cada palavra, cada nota fazendo-nos sentir que canta em exclusivo para cada um de nós.

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

Noite longa cujo alinhamento de 21 canções encheu de calor e mágica intensidade, foi o cenário certo para Father John Misty nos guiar pelas suas muitas vidas.

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

2012, 2015 e 2017, são as datas em que, respectivamente, lançou Fear Fun, I Love You Honeybear e Pure Comedy, os três álbuns que servem de sustentação a uma carreira bastante sólida que tem vindo a granjear aplausos e rasgados elogios e que têm dado ao mundo pérolas musicais em forma de canções perfeitas.

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

Responde aos cartazes dos fãs, revela-se feliz por estar em Lisboa e encantado com a boa energia que um Coliseu esgotado lhe transmite. Desce do palco, dá abraços e recebe festas na barba (!). O rosto de Father John ilumina-se. Agradece «isto é incrivel», ouvimo-lo afirmar. Incrivel és tu, apetece-nos responder.

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

Antes de father John Misty a noite começou com Natalie Mering ou melhor Weyes Blood que nos levou numa viagem no tempo…até à decada de 70.

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

Nas suas canções conseguimos descobrir uma certa austeridade acompanhada pelo folk da década atrás referida. A ligar tudo o psicadelismo que na época pontuava em quase toda a música.

120 minutos foi o tempo que durou o concerto dele no Coliseu de Lisboa. 120 minutos que se transformaram numa relação para toda a vida do público com Father John Misty.

Texto: Sandra Pinto
Fotos: Luís Pissarro

You May Also Like

As 15 melhores músicas de 2018 by Filipa Moreno

WoodRock Festival anuncia 7.ª edição

Festival Laurus Nobilis 2019 apresenta cartaz

IDLES no Lisboa ao Vivo e a luta continua