Cavalos Selvagens parte dos Cadernos de Vaslav Nijinsky como dispositivo literário, para construir uma ficção acerca do mesmo.

Cavalos Selvagens, de Bruno Alexandre na Culturgest

Cavalos Selvagens parte dos Cadernos de Vaslav Nijinsky como dispositivo literário, para construir uma ficção acerca do mesmo, recorrendo às ideias de património coreográfico, insubmissão e tumulto.

Esta criação terá como premissa fundamental, a pesquisa em torno de uma ideia de sabotagem coreográfica como modus operandi de um processo que irá começar por procurar o inusitado e o aparentemente impossível.

A tentativa será traçar (mapear) inevitabilidades de um real coreográfico (inspirado no património dos Ballets Russes) que se misturam continuamente com a ficção, redefinindo paradigmas e questionando se o que fazemos está realmente a acontecer.

«Percebi que as pessoas estafam os cavalos e os homens, até o cavalo ou o homem parar e cair como pedras. Eu e o cavalo decidimos que poderiam chicotear-nos quanto quisessem, mas que só faríamos o que nos apetecesse, porque queremos viver», Vaslav Nijinsky

Cavalos Selvagens, de Bruno Alexandre
Culturgest
Grande Auditório
19 e 20 de janeiro
21h30

You May Also Like

“Três Embaixadas Europeias à China” em conferência no Museu do Oriente

Live Innovation Hotel será apresentado na Alimentária & Horexpo 2019

12.ª Festa do Cinema Italiano regressa em Abril

O dia em que perdemos a cabeça, está preparado para tanta emoção?

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt