Bob Dylan na Altice Arena: um concerto para recordar

Bob Dylan na Altice Arena: um concerto para recordar

Prémio Nobel da Literatura, Bob Dylan chegou ao Altice Arena para agitar sentimentos.

Quem esperava ouvir os grandes clássicos abandonou a sala de concertos lisboeta com um sentimento de desilução, mas quem, como nós, não ia à espra de nada mas estava preparada para tudo, veio de lá de alma cheia.

Cheia de música, mas também repleta de sentimentos que se passearam entre o puro encantamento e a gratidão de termos vivido este momento único.

Esgotada há vários meses, a Altice Arena revelou-se o palco certo para a voz ainda potente de Bob Dylan. Não tento trocado uma única palavra com o público, Dylan conseguiu chamar a si o estatuto de intocável, para o qual muito contribuiu o facto de não ter sido permitido nenhum registo fotográfico do concerto.

Entre o blues e o rock’n’roll, com o jazz a fazer visitas pontuais e o swing a trazer aquela vontade de mexer o corpo, o alinhamento de 20 canções foi escorrendo pelos nossos ouvidos fazendo com quase esquecessemos que estávamos ali no meio de tanta gente.

Não poucas vezes fechámos os olhos e deixámo-nos levar pelo timbre único de Bob Dylan, percorrendo as suas músicas numa quase comunhão e entrega.

A digressão Never Ending Tour que agora passou por Lisboa trouxe Dylan sentado ao piano, dando novas roupagens a algumas músicas de sempre e apresentado outras menos conhecidas que fazem parte do mais recente registo discográfico.

Pela sala soaram temas como Highway 61 Revisited, Summer Days, Autumn Leaves, Tangled Up in Blue, Honest with me e Why Try to Change Me Now (de Cy Coleman Jazz Trio) esta já na frente de palco.

Houve quem não tivesse gostado, mas a verdade é que mais uma vez Bob Dylan não deixou ninguém indiferente.

You May Also Like

Uma mão cheia de músicas para se gostar de Bon Iver

NOS Alive 2019

Descubra quais os discos preferidos de algumas estrelas do universo da música

Joan Baez no Coliseu de Lisboa, um adeus sentido

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt