“Andrà tutto bene” um grito de esperança

A mensagem que foi apresentada ao mundo e que em menos de 48 horas se tornou num fenómeno global, nasceu de uma ideia do músico Cristóvam, que ainda nos versos iniciais a apresentou ao seu amigo realizador Pedro Varela. “Andrà tutto bene” era já uma homenagem à luta inglória que se travava nos hospitais Italianos e ao isolamento social que começava a ser uma realidade por toda a Europa.

Cristóvam e Varela começaram então a desenvolver a ideia nos primeiros dias desta quarentena que se mantem já há quase 20 dias em Portugal, o país de ambos. O filme começava a nascer e moldava-se à música e vice-versa, alguns dias e madrugadas depois, entre sessões solitárias de composição e gravação na Ilha terceira, ou filmagens dirigidas remotamente com Paris e footage por medida a chegar de todo o mundo a Lisboa, que esta dupla conseguiu completar em tempo record a execução desta mensagem em formato de música e filme, que é também um grito de esperança.

A música foi misturada em Lisboa, assim como o filme que também recebeu finalização em vários locais diferentes nos arredores de Lisboa, todos juntos mas todos separados. Afinal trata-se de um grupo de amigos e profissionais que fizeram, no passado, muitos outros trabalhos em conjunto mas que, pela primeira vez, a distância física os manteve obrigatoriamente separados.

You May Also Like

À conversa com Carlos Mendes dos The Twist Connection

À conversa com os The Miami Flu sobre a nova “New Season”

À conversa com Rita Sedas da Throwing Punches

Quinta edição do festival online Wash Your Hands Say Yeah

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt