À conversa com o realizador Paulo Abreu sobre “O Que Não Se Vê”

Filmado nas ilhas açorianas do Pico e do Faial, “O Que Não Se Vê” teve estreia mundial em Itália, no festival de Pesaro, sendo que vai ter agora estreia nacional em competição no festival Porto/Post/Doc, no dia 25 de novembro, tendo sido também selecionado para o Doclisboa, onde será exibido no dia 7 de dezembro.

Com produção de João da Ponte e Filipa Reis (Uma Pedra no Sapato), O Que Não Se Vê é uma curta-metragem documental construída a partir de viagens de pesquisa para um filme nos Açores, entre 2015 e 2016, nas ilhas do Pico e Faial. Anos mais tarde, ao voltar ao material captado, o realizador Paulo Abreu encontrou um outro filme. Um filme escondido, em que o poder da natureza e o acaso revelam uma narrativa sobre a amizade, o cinema e a influência do imprevisto na criação artística.

Tendo sido o ponto de partida de muito mais se falou nesta conversa com o realizador Paulo Abreu.


Powered by RedCircle

You May Also Like

A minha vida num disco: Ricardo Agostinho do site [ar.cai.co]

A minha vida num disco: João Vairinhos

A minha vida num disco: Nuno Miranda da Gruesome Records

À conversa com o músico João Spencer dos Mazarin

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt