Paraíso, de Sérgio Tréfaut, estreia no dia 16 de Setembro. Foca-se num grupo de homens e mulheres quase centenários que se junta para cantar.

À conversa com o cineasta Sérgio Tréfaut sobre “Paraíso”

Paraíso, de Sérgio Tréfaut, estreia no dia 16 de Setembro, nas salas de cinema portuguesas.

Paraíso foca-se num grupo de homens e mulheres quase centenários, com amor à música, que se junta para cantar.

Todos os dias ao cair da tarde, mulheres e homens quase centenários reúnem-se para cantar antigas canções de amor nos jardins do Palácio do Catete – Rio de Janeiro. São sobreviventes de um Brasil que desaparece. As suas vidas e os seus cantos são subitamente interrompidos pela pandemia de coronavírus. Este filme é uma homenagem à beleza de uma geração dizimada.

«Paraíso é o retrato de um Brasil que desaparece», refere o cineasta Sérgio Tréfaut em conversa com a LOOK mag.


Powered by RedCircle

Veja mais conversas aqui.

You May Also Like

Cajo, na guitarra e na voz, José Mendes, na guitarra, Cadete, no baixo, e Pires na bateria são os Lisbon South Bay Freaks.

À conversa com Lisbon South Bay Freaks

No fim-de-semana de 25 e 26 de Setembro descobrem-se os “Caminhos da Água” que moldam as paisagens de Lisboa e Almada.

À conversa com o colectivo Baldios sobre o Open House Lisboa 2021

Mad Nomad é um projeto de spoken word onde o jazz, o hip hop, e sampling se unem nas composições originais de Catarina dos Santos.

À conversa com Catarina dos Santos sobre o projeto Mad Nomad

Imagens do arquivo de família de João Cristóvão Leitão lembram-lhe um texto de Borges. Pouco a pouco, transforma Averróis no seu avô.

À conversa com João Cristóvão Leitão sobre vídeo-instalação “em busca de Averróis”

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt