A caminho dos Óscares

Apresentamos hoje mais dois filmes que estão na corrida aos Óscares 2013. Desta feita submetemos a apreciação, “Argo”, de Ben Affleck, e “Lincoln” de Steven Spielberg. Relembramos que a cerimónia decorre no próximo domingo, dia 24 de fevereiro.

Por Francisco Toscano Silva

ARGO
Título original: “Argo”
De: Ben Affleck
Com: Ben Affleck, John Goodman, Bryan Cranston
Género: Drama, Thriller
Classificação: M/12
EUA, 2012, Cores, 120 min

Sinopse – Irão, 4 de Novembro de 1979. Militares iranianos invadem a Embaixada dos EUA em Teerão, em retaliação ao apoio ao recém-deposto Xá. Nesse dia, 52 pessoas são tomadas como reféns. Porém, seis conseguem escapar, escondendo-se em casa de Ken, o embaixador canadiano. Apesar da situação ser mantida em segredo pelo Governo americano – e cientes de que é apenas uma questão de tempo até todos serem capturados e mortos -, Tony Mendez, um especialista da CIA, desenvolve um plano surpreendente para os salvar: entrar no Irão como uma equipa de filmagens e retirar os diplomatas sãos e salvos. Baseado em factos reais.

Crítica – Affleck soma e segue: o seu “Argo” é um belíssimo drama, onde os efeitos especiais se chamam pessoas reais; a história em si é sensacional – sobretudo porque foi real – e mais não seja, o actor/realizador sabe captar com mestria, e noção exacta de tempo/exposição, as emoções da tensão interior dos personagens, bem como o cáustico e perigoso mundo das relações governamentais dos peões em jogo: dois elementos-chave na mesa, que se encontravam no fio da navalha. A câmara é delicada, o elenco irrepreensível e o resultado é uma celebração perfeita de como bem contar uma história, sem tendência política ou mensagem subvertida (Affleck foi inteligente e não cai no erro de demonizar o Irão, até sabe colocar os EUA na rota de colisão do acontecimento). Tem ganho muitos prémios, como os Globos e os Bafta, e tem fortes hipóteses na noite de 24 para 25.

LINCOLN
Título original: “Lincoln”
De: Steven Spielberg
Com: Daniel Day-Lewis, Sally Field, Tommy Lee Jones
Género: Drama, Biográfico
Classificação: M/12
EUA, 2012, Cores, 150 min

Sinopse – Com realização de Steven Spielberg e com Daniel Day-Lewis como protagonista, esta é a adaptação cinematográfica da obra “Team of Rivals: The Political Genius of Abraham Lincoln” escrita, em 2005, por Doris Kearns Goodwin. Contudo, em vez de retratar toda a vida de Abraham Lincoln, centra-se apenas nos últimos quatro meses da sua vida, com especial enfoque nos seus esforços para a aprovação, pela Câmara dos Representantes, da 13.ª Emenda à Constituição americana, que resultou numa das mais importantes transformações sociais dos EUA: a abolição da escravatura.

Crítica – Há anos que Spielberg andava para filmar esta história, esteve quase para se tornar no “Napoleão”, de Kubrick. Mas a espera não foi completamente bem-sucedida. Não existem dúvidas: com 12 nomeações, este é o favorito aos Óscares. Mas se por um lado há uma reconstituição histórica cuidada e esplendorosa, onde vive um actor absolutamente extraordinário que é Daniel Day-Lewis (que ganhará certamente a estatueta dourada), por outro parece que a câmara de Spielberg adormeceu, não arrisca nada e deixou que esses dois elementos acima citados fizessem o trabalho sozinhos. Ou seja, não vemos aqui o fascínio com que o realizador filmara personagens que adorava, reais ou não, como Indiana Jones ou Schindler, nem o scope formidável e rasgo de cinema que vimos em “AI – Inteligência Artificial” ou até no seu mais recente e notável “Cavalo de Guerra”. Sabe a pouco no fim, queríamos mais.

You May Also Like

Pixies chegam a Lisboa para um concerto no Campo Pequeno em Outubro

Allah-Las regressam a Portugal para um concerto único em Lisboa

Vampire Weekend em Lisboa com concerto em nome próprio

Muse trazem “Simulation Theory World Tour” a Portugal num espectáculo único

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt