Livros do Brasil publica A Maravilhosa Viagem de Nils Holgersson através da Suécia, de Selma Lagerlöf

Livros do Brasil publica A Maravilhosa Viagem de Nils Holgersson através da Suécia, de Selma Lagerlöf, a primeira mulher a ser distinguida com o Prémio Nobel de Literatura, em 1909
História adotada em todas as escolas suecas e traduzida para mais de cinquenta línguas, A Maravilhosa Viagem de Nils Holgersson através da Suécia, obra maior de Selma Lagerlöf, é agora publicada na coleção Dois Mundos, na sua versão integral. A presente edição junta os dois volumes originalmente lançados em 1906 e 1907, traduzidos do sueco por João Reis e reproduzindo as famosas ilustrações de Bertil Lybeck.

Nem Super-Homem, nem avião… é apenas um rapaz arisco de catorze anos, «alto, magricela e loiro», que um dia acorda transformado em duende e que, profundamente intrigado com a sua nova condição, com «este infortúnio assustador», parte quase que por acidente à aventura, voando no dorso de um ganso por paisagens suecas. Eis um pequeno tratado de geografia e ecologia, que é também uma viagem de autodescoberta e de transformação interior, uma encantatória fábula intemporal.

O livro já se encontra em pré-venda e estará disponível nas livrarias a 16 de maio.

A Maravilhosa Viagem de Nils Holgersson através da Suécia
Num domingo de manhã, enquanto os seus pais vão à missa, Nils adormece sobre o livro que deveria estudar. Quando um ruído o desperta, dá com um duende de rosto enrugado sentado sobre o baú. Maldosamente, lança sobre ele o apanha-borboletas e ri-se às suas custas, mas de um momento para o outro vê-se também ele transformado num ser minúsculo, que irá cruzar os céus da Suécia acompanhando o voo migratório de um bando de gansos-bravos. História que resulta de uma encomenda feita a Selma Lagerlöf com o objetivo de ensinar às crianças suecas a geografia do seu país, A Maravilhosa Viagem de Nils Holgersson através da Suécia é um romance apaixonante de celebração do equilíbrio entre Homem e Natureza, um convite a deixar-se encantar pela história e pelas lendas locais e a olhar com respeito e bondade para todos os seres.

Selma Lagerlöf nasceu a 20 de novembro de 1858, em Mårbacka, na província sueca de Värmland, e aí viria a falecer a 16 de março de 1940. Com uma obra profundamente inspirada nas histórias de encantar e lendas populares do seu país, tornou-se, em 1909, a primeira mulher a ser galardoada com o Prémio Nobel de Literatura e em 1914 foi nomeada membro da Academia Sueca. É autora de títulos como A Saga de Gösta Berling (1891), Os Milagres do Anticristo (1897) e O Tesouro (1904).

You May Also Like

Tendências: Solar Glow da Mango

Tendências: coleção Beachwear da Tezenis

Casino Lisboa estreia “La La… Boom!” com entrada livre no Arena Lounge

Estoril Sol lança 27ª edição do Prémio Fernando Namora para eleger o melhor romance publicado em 2023

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt