La Crêperie da Ribeira sabor parisiense

Desde há muitos anos que fazemos o trajeto que nos leva da linha de Cascais até ao Cais do Sodré. Fosse para ir a um concerto, às compras, às aulas na faculdade ou para o trabalho, a verdade é que nos habituámos a conhecer bem toda aquela zona, que, virada para o Tejo, recebe diariamente um vaivém de milhares de pessoas.

Ao longo dos anos assistimos também a alguma degradação da zona, pelo que foi com grande alegria que há uns anos começámos a perceber que algo ia mudar. E, efetivamente, mudou! A estação dos comboios surge de cara lavada, em seu redor abriram um sem-número de restaurantes, cafés e espaços de animação noturna que trouxeram renovada animação. Mas a mudança não se ficou do lado de lá da estrada, pois no Mercado da Ribeira muita coisa mudou, desde os espaços que alegram diariamente a Rua Nova do Carvalho e outras vizinhas, até aos restaurantes que por ali foram abrindo portas.

Obras e mais obras que estando agora perto de terminar revelam a quem por ali passa a verdadeira transformação que vai ocorrendo na zona. Numa das esquinas que agora começam a testemunhar a transformação abriu há uns meses um espaço de pura inspiração francesa. Imaginado e concretizado por Ivo e Ana, dá pelo nome de La Crêperie da Ribeira e versa exatamente sobre isso que está a pensar: crepes!

Especialidade pouco divulgado por cá, os crepes são, além de famosos, de consumo vulgarizado um pouco por toda a França, sendo que quem chega, por exemplo, a Paris tem um mundo de sítios onde os degustar. Algo que, até agora, não acontecia por cá. De portas abertas no número um da Rua da Moeda, La Crêperie da Ribeira apresenta-se como um espaço simpático e acolhedor, características que casam na perfeição com a abundante luz que, sem pedir autorização, invade o espaço através das enormes janelas. Aberto para pequeno-almoço, brunch, almoço, lanche ou jantar, La Crêperie da Ribeira funciona todos os dias.

Não muito grande, neste caso como noutros o tamanho não interessa nada, o facto é que bem decorado, com uma elegante simplicidade, e repleto de boas sugestões gastronómicas o restaurante encheu-nos as medidas…e o estômago! Do menu que, simpaticamente, Ivo nos fez chegar à mesa de imediato percebemos que o mesmo é composto por duas listas principais, uma de crepes salgados, conhecidos como galettes, e outra de crepes doces. Como gostamos de experimentar algo para além dos pratos «VIP» dos espaços que visitamos, optámos por começar com uma salada portuguesa, que, repleta de frescura, combinava na perfeição a sardinha com o grão e o ovo cozido.

Não tendo sido fácil, a escolha das galettes recaiu sobre a Forestière, com peito de frango, cogumelos salteados e queijo emmental, a Parisienne, com espargos verdes frescos, presunto e cebola e a novidade da casa, a galette com vieiras e alho francês.
As opiniões foram unânimes: bem confecionados, os três pratos apresentaram uma boa harmonia de sabores e texturas.

Antes de desvendarmos os doces, aqui deixamos um conselho; prove um dos sumos da casa, pela nossa parte ficámos adeptos dos de maça e gengibre e ananás e hortelã. Se nos salgados a escolha não foi fácil, nos doces não tivemos grandes dificuldades, pois bastou ver quais se adaptavam aos diferentes níveis de «gulodice» dos membros da equipa. Assim, chegaram à mesa um crepe com Nutella, outro com mel e outro com limão. De tudo para todos os gostos!

Plenamente convertidos ao crepe, saímos com a certeza de que vamos voltar. Seja em família, pois este é um espaço realmente amigo das crianças, a dois ou entre amigos, o regresso é, desde já garantido!

facebook.com/LaCreperiePT

Rua da Moeda, 1A
1200-275 Lisboa
Reservas 212 431 565
[email protected]
Horário: segunda a sexta-feira das 09h00 às 00h00; sábado das 10h00 às 00h00, e domingo das 10h00 às 20h00 (serviço contínuo nesses horários)

Preços:
Menus de pequenos-almoços: de 4 euros até 8,50 euros
Menus de almoço: desde 5 euros para as crianças, até 8 euros para os adultos. Solução intermédia a 6 euros. Propostas à la carte entre os 2,50 euros e os 11 euros.

Texto: Sandra Pinto
Fotos: Luís Pissarro

You May Also Like

The Gift no Campo Pequeno para celebrar o desconfinamento (reportagem fotográfica)

Histórias do vinho com Manuel Barros e Filipe Barros da Quinta Dona Matilde

Já conhece a cerveja Selecção 1927 Barrel Aged Blond Ale?

Herdade da Lisboa lança nova gama de vinhos com o mesmo nome

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt