À volta das letras com Eric Frattini sobre “Mossad – Os Carrascos do Kidon”

Eric Frattini foi correspondente para o Médio Oriente e residiu em Beirute (Líbano), Nicósia (Chipre) e Jerusalém (Israel). É autor de 25 livros, traduzidos em 16 idiomas e publicado em 42 países. Em 2013 recebeu o Prémio Nacional de Investigação Jornalística da revista italiana Terra Incognita pela sua investigação do caso Vatileaks, que serviu de base ao livro Os Abutres do Vaticano, e em julho do mesmo ano foi distinguido ...

Read More

À conversa com Muztek dos empty v

empty v «é um vírus oriundo do planeta “Yellow pig planet” que se desenvolve num tempo incerto, atravessando como qualquer bom vírus várias fases de alteração e estabilização da sua composição estrutural», afirmam os seus elementos. «Assumem-se num formato estranho e bizarro assim bem como o som que praticam» admitem, e «manifestam-se através de sons criados ao longo do tempo» Para verificar a veracidade disto tudo estivemos à conversa com Muztek. ...

Read More

Há uma nova agência de comunicação de música. Chama-se Ride The Snake

Por detrás da Ride The Snake está Eliana Berto, apaixonada por música que decidiu em época de pandemia dar corpo a um desejo antigo. Falámos com Eliana para desvendar tudo sobre este projeto que não sendo novo, ganha agora uma nova cara. Como surgiu a ideia de fazer a Ride the Snake? Desde que era adolescente que ambicionava ser manager de bandas. Na altura até queria ser a Marta Ferreira, manager ...

Read More

À conversa com a banda brasileira Devaneio

«Não é blues, não é metal, é uma miragem musical». Assim é o novo single dos Devaneio, “Miragem”, banda brasileira oriunda do Rio de Janeiro. Com a participação especial de Alexandre Garnizé (Faces do Subúrbio, F.U.R.T.O), a canção traz referências aos filósofos Karl Marx e Marshall Berman, além de ser influenciada musicalmente por Led Zeppelin, Black Sabbath, Emerson Lake & Palmer, e também Rage Against the Machine. Recebemos Leo Corrêa, vocalista ...

Read More

À volta das letras com os tradutores Nina Guerra e Filipe Guerra

Por ocasião da celebração do seu 200 aniversário, a Editorial Presença relança 10 obras do escritor russo Fiódor Dostoiévski. As obras, que chegam aos leitores numa cadência mensal, foram traduzidas por Nina Guerra e Filipe Guerra, com quem tivemos o prazer de falar. Como e quando começaram a trabalhar juntos em tradução? Em 1996, com o livro de poesia e prosa "Guarda Minha Fala para Sempre" do poeta Óssip Mandelstam. Quantos livros/obras já ...

Read More
error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt