Brands That Matter: Momo, os lençóis feitos de bambu

A Momo é uma empresa portuguesa fundada por dois irmãos gémeos que, no meio de uma vida atarefada em multinacionais, decidiram abrir o seu próprio negócio. Falámos com Jorge e Gil Dias para perceber como surgiu a ideia de fazer roupa de cama de bambu.

Para início de conversa quem são os manos Momo?
Somos dois irmãos gémeos, Gil e Jorge, fomos pais quase ao mesmo tempo e queríamos ser nós a ficar em casa com os bebés, ao contrário do que se vê normalmente, e as mães queriam regressar às suas carreiras. Decidimos então abrir em conjunto um negócio que nos permitisse ter essa liberdade.

Como tiveram a ideia de criar uma marca em conjunto?
Temos os mesmos valores, confiamos um no outro. Durante a faculdade já tínhamos trabalhado em conjunto e em vários projetos pessoais, sempre foi uma questão de timing até criarmos uma marca nossa.

E isso foi quando?
As primeiras conversas começaram no verão de 2021 enquanto passávamos férias todos juntos, em tom de brincadeira, à mesa num jantar de família e a pouco e pouco a ideia foi ficando cada vez mais interessante. Tudo ficou mais concreto com a gravidez da minha mulher, alguns meses mais tarde.

Bom, e porquê este género de produtos?
Descobrimos este produto numa das nossas viagens a Hong Kong. Nessa altura quisemos comprar esses lençóis em Portugal e percebemos que não existiam.
Quando começámos a pensar em ideias de negócio, lembrámo-nos desta lacuna no mercado e decidimos investigar como trazê-los para a Europa.
Neste processo descobrimos um material surpreendente. O bambu é um tecido incrível, além de ser uma solução amiga do ambiente, tem um toque ultra-sedoso, é hipoalergénico, respirável e não necessita de cuidado especial na lavagem.

As vossas mulheres tiveram algum papel especial? Consultoras talvez…
Claro que sim, foram fundamentais! Além de nos incentivarem com esta ideia, foram um apoio muito importante, porque graças a elas pudemos deixar os nossos empregos estáveis e focarmo-nos na Momo. Ao contrário do que normalmente acontece, queríamos ser nós a ficar em casa e cuidar dos nossos filhos. Elas continuam a ter um papel fundamental na parte estética dos produtos e imagem da marca, todas essas decisões passam por elas.

De que forma desenvolveram o projeto?
Tudo começou com a vontade de os irmãos gémeos se juntarem e abrirem um negócio para poderem ficar em casa com os bebés. Depois das primeiras conversas informais, começámos à procura de fornecedores no mundo inteiro que pudessem fabricar este produto para nós. Pedimos dezenas de amostras e testamos vários produtos, até chegar ao nosso produto final. Depois de termos a primeira produção em andamento, começámos a construir o site e assim lançámos a primeira marca de lençóis de bambu em Portugal.

O que é que o bambu tem de especial para o escolherem como matéria prima?
O bambu é um material fantástico. É uma fibra natural, respirável, hipoalergénica e antibacteriana, são ultra-sedosos e muito resistentes, ficando mais suaves com as lavagens. São o material perfeito para roupa de cama.

Já agora uma curiosidade: o bambu é todo igual ou há um melhor para fazer estes produtos?
A planta do bambu é toda igual, como acontece com o algodão, a diferença provém no processo de produção que vai fazer a grande diferença. Explicando de forma simplista, alguns processos usam mais químicos para partir as fibras que outros, tal como no algodão. No nosso caso usamos a forma menos interventiva e mais ecológica.

Onde vão buscar o bambu?
O nosso bambu provém do sudeste asiático. Em Portugal ainda não existe bambu para a produção de roupa de cama.

Da fábrica para o consumidor: é isso importante para a marca? Porquê?
Sim, principalmente por duas razões. 1) reduzimos os custos e assim o preço para o consumidor. 2) temos mais controle sobre o processo de produção e logística dos nossos produtos, garantindo maior qualidade. Também nos permite ter mais liberdade na criação de novos produtos.

Expliquem aos nossos leitores em que consiste o comércio justo na Momo?
Garantimos que todos os nossos parceiros têm condições de trabalho dignas e respeitam os direitos dos trabalhadores. No caso concreto da China, onde fabricamos, temos a preocupação de trabalhar com parceiros que são sujeitos a auditorias externas e garantem essas condições de trabalho.

Perante isso, que fatores distinguem os produtos Momo?
São produtos de alta qualidade, e para além das características já mencionadas, termos também um serviço de entrega luva-branca. Por exemplo, ao trocar um produto, pode simplesmente devolvê-lo ao nosso estafeta no momento em que este entrega o novo produto. O cliente devolve o antigo, sem ter que ir a um posto entregar a encomenda para a devolver e tudo isto sem custos. Para além disso, o tecido de bambu, sendo uma fibra natural, encolhe com a primeira lavagem, por isso fabricamos todos os produtos com +6% de tecido em relação ao indicado, de forma a garantir que os nossos clientes tenham o tamanho perfeito ao longo da utilização dos nossos lençóis. Somos a única marca a fazer isto.

É fácil de fazer a manutenção dos vossos produtos ou é preciso ter algum tipo de cuidado especial?
São de fácil manutenção, como qualquer outro lençol, podem ser lavados com a restante roupa, a 40º. Sendo um tecido tão suave, não necessita de amaciador.
Para nós, não faria sentido, hoje em dia, ter lençóis que precisem de um cuidado especial, porque ninguém tem tempo para lavar lençóis separadamente, por isso esta é uma questão importante e que fomos testando com vários materiais.

São produtos sazonais ou podemos usar os Momo durante todo o ano?
Uma das vantagens é que podem ser usados o ano todo, visto serem reguladores da temperatura e respiráveis, mantém sempre uma temperatura confortável independentemente da estação do ano. No inverno, as micro bolsas de ar isolam a temperatura à volta do corpo e impedem a fuga de calor através dos lençóis para que se mantenha quente. As propriedades termorreguladoras deste tecido mantêm-no quente, impedindo que o calor do seu corpo escape através do tecido, tal como acontece com roupa de desporto.
No Verão, as propriedades respiráveis do bambu, faz com que se sinta mais fresco do que com lençóis de algodão ou outros sintéticos em dias quentes. O bambu tem a capacidade de absorver a humidade produzida pelo suor, não deixando que isso o incomode durante a noite, mantendo-o fresco e confortável.

Onde se podem adquirir?
Online no nosso site em https://www.momo-cotton.pt/.

Ao nível de preços, qual a média dos produtos?
Um conjunto completo de 4 peças, fronhas, capa de edredão e lençol de baixo, custa em média 120€.

Como encaram o futuro da marca?
Construir uma marca forte em Portugal e levar esta marca portuguesa a outros mercados da Europa. Queremos ainda alargar a novos materiais e artigos, com a preocupação de ter sempre os materiais mais suaves e sustentáveis.

E qual o vosso maior desejo?
Construir um projeto familiar, com ADN português que seja um sucesso. Queremos revolucionar o mercado da roupa de cama, introduzindo novos materiais que os consumidores ainda não conhecem e que sejam uma alternativa melhor às opções que existem atualmente no mercado. Ser uma empresa familiar e uma marca portuguesa de referência internacional.

Uma curiosidade: os bebés que nasceram dos irmãos gémeos já testaram os produtos Momo? Aprovaram?
Testaram e foram também as nossas cobaias quando recebemos os mais variados protótipos. Estão aprovadíssimos pelos bebés e pelos pais, porque são ideais para peles mais sensíveis como as dos recém-nascidos, uma vez que são hipoalergénicos.

Porquê Momo?
Momo é um livro de Michael Ende, uma fábula como crítica à sociedade atual onde o mais importante é trabalhar e onde a vida se torna triste e cinzenta. A Momo é uma criança, e o herói da história, que tem como missão devolver o tempo roubado aos Homens para que estes possam voltar a usufruir da vida e voltar a estar com a família e amigos, brincar e mesmo dormir e sonhar. Inspirados nessa Momo, criámos a nossa marca como forma de relembrar a importância de fazermos estas coisas que nos trazem felicidade e bem-estar.

You May Also Like

Estrela de Heineken volta a dançar ao ritmo do NOS Alive

CeraVe é a marca de skincare oficial do NOS Alive 2024

Há um novo espaço cultural em Lisboa: venha conhecer a República da Música

Solverde.pt marca presença no NOS Alive pelo terceiro ano consecutivo

error: Conteúdo protegido. Partilhe e divulgue o link com o crédito @lookmag.pt